quinta-feira, 30 de maio de 2013

Macron Asiático



Os famosos docinhos macron costumam ser feitos com coco desidratado. Mas nas Filipinas, onde esta fruta é um ingrediente muito utilizado na culinária, os macrons também são feitos com o coco fresco ralado. O resultado é um doce de sabor mais natural, e muito mais suculento.

Ingredientes

- 1 ½ xíc. de coco fresco ralado
- ½ xíc. de leite condensado
- ½ colher (chá) de extrato de baunilha
- 1 clara de ovo (grande), em temperatura ambiente
- 1 pitada de sal

Como Fazer

Forre uma assadeira grande com papel manteiga.

Rale o coco fresco e aperte bem para retirar o líquido.

Em uma vasilha grande, misture o coco (levemente adoçado), o leite condensado e a baunilha.

Bata a clara de ovo até formar picos medianamente firmes.

Com cuidado, misture a clara batida na vasilha da mistura de coco (para misturar claras batidas a um creme qualquer, sempre comece misturando uma colher de clara e depois o restante).

Faça as bolinhas de macron com uma colher (se não tiver um saco de confeiteiro), dispondo cada colherada a 5 cm uma da outra, sobre a assadeira forrada.

Se preferir, forre formas de mini muffin e encha cada uma com a massa.

Leve ao forno pré-aquecido a 160º C, por 25 a 30 minutos, ou até ficar num tom marrom dourado. Deixe esfriar sobre uma grade de metal.
 
Rende até duas dúzias de macron de tamanho médio.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

O Abacaxi



O abacaxi é uma fruta tropical, nativa das regiões costeiras da América do Sul.

A planta, cujo nome científico é Ananas comosus, pertence à família das bromélias e o fruto é, na verdade, uma frutescência: cada gominho é um fruto independente que se juntou com os demais durante o processo de crescimento.

O abacaxi é famoso em todo o mundo por seu perfume delicioso, seu sabor agridoce e por seu grande valor nutritivo. A palavra abacaxi vem do tupi ibacati, que significa “fruto que cheira muito”. Outro nome de origem indígena para o fruto é ananás, que quer dizer “fruta excelente”.

Na cozinha, o abacaxi tem vários usos e faz parte dos mais variados pratos. Fica muito bom em pratos salgados, como carne de porco, peixes, crustáceos e aves de carne gordurosa. Em saladas e bebidas é muito usado junto a outras frutas.

O abacaxi é uma fruta com alto teor de vitamina C. Além disso, contém celulose, uma substância indispensável para o bom funcionamento intestinal, e bromelina, outra substância que facilita a digestão das carnes. Também é muito rico em sais minerais, como cálcio, fósforo e ferro.

Para escolher um abacaxi, não se pode considerar apenas sua cor, que varia muito dependendo da qualidade. O melhor e mais simples é verificar as folhas da coroa: o abacaxi está no ponto quando elas se soltam com facilidade. Também é possível perceber o ponto pressionando com os dedos. Se ele estiver muito duro, ainda está verde. Para que o abacaxi verde amadureça, deixe-o à temperatura ambiente, enrolado em jornal, e longe da luz direta do sol. Quando ele está maduro demais, sua casca tem manchas escuras e partes amolecidas próximas à base.

Também é possível encontrar abacaxi enlatado, em calda, em sucos concentrados, geleia, doce em pasta e cristalizado.

Como a deterioração do abacaxi começa em torno da coroa, ela só deve ser arrancada no momento em que se for usar a fruta. Depois de cortado, ele deve ser guardado em recipiente fechado e mantido na geladeira. Quando ainda com casca, guarde na gaveta da geladeira. No caso do enlatado, depois de aberta a lata, coloque em outro recipiente junto com a calda e mantenha também na geladeira.

Os abacaxis que tiverem as folhas da coroa com espinhos são menos ácidos.


Há diversas formas de limpar o abacaxi fresco. Dependendo do prato a ser preparado ou do modo como vai ser servido, existe uma forma adequada de processar a fruta.

Comece sempre lavando bem a casca e secando com um pano de prato.

Depois, retire a coroa e uma fatia fina da base, para poder manter a fruta em pé. Retire a casca, com uma faca grande e afiada, no sentido da coroa para a base. Elimine os pontos pretos ou “olhos” com a ponta da faca.

Para cortar em rodelas: retire a coroa e uma fatia fina da base. Depois corte em rodelas de 1,5 cm a 2,5 cm de espessura. Corte a casca de cada rodela com cuidado. Retire os “olhos” e o miolo, usando uma faca afiada ou um cortador de biscoitos.

Para cortar em fatias: corte o abacaxi ao meio, sem retirar as folhas da coroa, que para este corte ficam como decoração. Corte cada metade ao meio e retire o miolo. Separe a polpa da casca, passando uma faca afiada bem rente à casca. Corte casa quarto em fatias transversais e puxe-as ligeiramente para fora, de modo que fiquem com um visual mais bonito.


Para fazer um “barco” (ideal para servir salada de frutas): corte o abacaxi ao meio, no sentido do comprimento, sem retirar as folhas da coroa. Com uma faca pequena e bem afiada, corte em volta da casca, de modo que a polpa se solte. Corte a polpa em cubinhos ou tirinhas (junte com as outras frutas, no caso de salada de frutas) e coloque novamente na casca.


Corte em cilindro: corte uma fatia fina na parte de cima do abacaxi e outra na base. Com uma faca fina e muito bem afiada, corte em volta da casca, separando a polpa. Faça o corte nas duas extremidades para que a polpa se solte por inteiro. Empurre a polpa para fora da casca. Corte o cilindro da polpa em fatias bem finas e mantenha-as na ordem em que foram cortadas, Coloque a casca de pé num prato e vá recolocando as fatias dentro do cilindro. Volte a colocar a “tampa” com a coroa. Na hora de servir retire cada fatia com um garfo.

Como Preparar o Abacaxi

O abacaxi pode ser consumido ao natural, como sobremesa ou no café da manhã. Em pratos salgados, ele pode fazer parte de entradas (com presunto, por exemplo) ou acompanhar carnes. Seu suco também é um ótimo molho para umedecer presunto, lombo ou frango enquanto assam.


Dicas:

Quando for fazer sorvete ou gelatina de abacaxi, ferva o suco e a polpa antes de preparar. Caso contrário, a fruta não se solidifica.

Faça suco da casca do abacaxi: descasque a fruta, deixe a casca repousar numa vasilha de água por algumas horas. Depois, bata no liquidificador, e coe. Adoce e sirva gelado.



Receita de sobremesa: Abacaxi Flambado

Corte o abacaxi em fatias e descasque. Derreta um pouco de manteiga e pincele cada rodela. Depois, coloque-as na grelha por cerca de 2 minutos de cada lado. Aqueça 1 concha de rum, derrame sobre as rodelas de abacaxi e flambe. Coloque em pratos de sobremesa e polvilhe com canela.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Os Malefícios do Excesso de Higiene nas Crianças



Há uma espécie de sabedoria, ou consciência popular de que as crianças não devem ser superprotegidas no que se refere à higiene. Quantas vezes você ouviu falar que é saudável deixar seu filho andar descalço e brincar com a terra, de vez em quando? Mas será que isso é verdade?

Um ambiente livre de germes em que as crianças crescem poderia favorecer o desenvolvimento de alergias, segundo estudos científicos recentes.

Todo mundo sabe que é importante lavar as mãos depois de ir ao banheiro, antes de sentar-se para comer, mas... a higiene excessiva pode ser ruim? Esta dúvida foi levantada por especialistas reunidos em um congresso da Sociedade Espanhola de Imunologia Clínica, onde se analisou o impacto que estes hábitos tem no aumento de crianças alérgicas nos últimos anos.

Uma a cada cinco crianças espanholas apresenta algum tipo de alergia: um índice muito superior ao de décadas atrás, e que poderia ter como desencadeantes aspectos tão simples como a higiene excessiva ou a má alimentação. Não é uma coisa rara, se pensarmos o quanto tem mudado o ambiente em que as crianças crescem, comparado com aquele de antigamente: o fato das crianças se desenvolverem em um ambiente de assepsia, onde tudo é esterilizado desde bem pequenos, sem a presença germes, vacinadas e
sem risco de infecções, faz com que seu sistema imunológico não apenas deixe de ativar o mecanismo de defesa próprio desta idade, mas favoreça também o aparecimento de alergias.

Nesta linha, um estudo publicado recentemente na revista Immunity comprovava como a exposição aos germes em crianças pequenas permite um desenvolvimento normal do sistema imunológico. Segundo os especialistas, de fato, em um ambiente com germes, como o de países do terceiro mundo, ou com carências sanitárias importantes, a resposta imunológica TH2 com a qual as crianças nascem se converte em TH1, que é responsável por ativar a defesa no combate às infecções.

O progresso e a ocidentalização teriam contribuído dessa forma para o aparecimento de mudanças em nosso estilo de vida - ao menos no que se refere aos países desenvolvidos - que teriam modificado tanto nossos hábitos de higiene, como de alimentação. Junto com a contaminação ambiental, estas mudanças teriam um impacto evidente no sistema imunológico das crianças já no ventre da mãe, cuja resposta de defensa também teria se tornado frágil.

Esta mesma linha de investigação foi seguida pelo Centro Nacional de Estatísticas de Saúde Pública dos Estados Unidos, que publicou recentemente um informativo confirmando o aumento no número de crianças com alergias, especialmente entre as crianças vindas de famílias de maior renda, com especial incidência das alergias respiratórias.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Rocambole de Merengue



Ingredientes

- 4 claras de ovo
- 300 g de açúcar
- 10 ml de suco de limão
- 20 g de maisena
- 200 g de frutas vermelhas
- 250 g de queijo mascarpone

Como Fazer


Pré-aqueça o forno a 180 ºC.

Forre uma fôrma (30 x 25 cm) com papel alumínio.

Bata as claras, adicionando 250 g de açúcar aos poucos, até o ponto de neve.


Junte a maisena peneirada e o suco de limão, misture delicadamente para que as claras não baixem; derrame dentro da fôrma e leve ao forno por 20 minutos.

Tire do forno e deixe esfriar.

Estenda sobre a mesa de trabalho uma folha de papel alumínio e polvilhe sorbre ela o resto do açúcar. Coloque o merengue assado sobre o papel.

Unte com o mascarpone, distribua as frutas sobre o queijo, reservando algumas para o final, e enrole com cuidado, com a ajuda do papel alumínio, pressionando levemente.


Passe para um prato e leve ao refrigerador por pelo menos 1 hora, envolto em seu papel.

 
Retire o papel e corte em fatias.
Acompanhe das frutas vermelhas reservadas.

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Salmão Grelhado com Lentilhas e Beterraba



Um misto de salada quente e prato light, esta combinação de legumes e salmão é especial!

Ingredientes (8 porções)

- 4 beterrabas médias
- 1 colher (chá) de tomilho, picado
- 230 ml de azeite de oliva
- ½ cebola, picada
- 1 cenoura, cortada em cubinhos
- 1 talo de aipo, cortado em cubinhos
- 2 dentes de alho, picados
- 2 folhas de louro
- 300 g de lentilhas
- 30 ml vinagre de vinho tinto
- 8 pedaços (120 g) de filés de salmão, com pele
- 10 folhas de hortelã, picadas
- 1 xíc. de salsa lisa, picada
- 1 colher (chá) de mostarda Dijon
- 40 ml de suco de limão
- 2 maçãs vermelhas
- 1 limão, cortado ao meio
- azeite de oliva para refogar e temperar

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Embrulhe cada beterraba em papel alumínio e leve para assar por 1 hora, até que o interior fique macio.

Quando esfriarem o bastante para serem manipuladas, corte em cubos de 1 cm de diâmetro; misture com o tomilho e 100 ml de azeite de oliva.

Em uma panela, com um pouco de azeite, refogue a cebola, cenoura, aipo, alho e folhas de louro.

Junte as lentilhas, cubra com água fria e deixe cozinhar até os grãos ficarem macios, mas sem desmanchar.

Escorra as lentilhas e passe para uma vasilha, junte o vinagre e 30 ml de azeite de oliva, misturando bem.

Aqueça uma grelha ou frigideira antiaderente e comece cozinhando o salmão com a pele para baixo, para tostá-la bem. Após 10 minutos, vire o salmão e cozinhe por uns 5 minutos. Reserve em local aquecido.

Misture as lentilhas, beterraba, hortelã e salsinha.

Para o molho da salada, junte a mostarda, suco de limão e 100 ml de azeite.

Corte as maçãs em palito.

Adicione o molho à salada de lentilhas, reparta entre 8 pratos, cubra com a maçã e finalize com um pedaço de salmão.

Tempere com um fio de azeite e gotas de limão.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Como Prevenir a Osteoporose



A osteoporose afeta cerca de 10 milhões de pessoas no Brasil, e mais de meio milhão em Portugal.

A osteoporose é um tema muito presente em revistas, jornais e programas de TV, mas, apesar disso, continua sendo uma doença que afeta silenciosamente boa parte da população mundial. Qualquer pessoa com certo nível de conhecimento sobre saúde sabe dos perigos da automedicação, e que o ato de consumir suplementos alimentares ou vitamínicos por conta própria é um grande perigo. Por isso, me causa espanto ao assistir diariamente na TV comerciais anunciando suplementos de cálcio e vitamina D, como se fosse um produto inofensivo. A deficiência de vitamina D e cálcio gera problemas graves à saúde, mas apenas um médico pode avaliar a necessidade do paciente ingerir algum suplemento.

Nas pessoas diagnosticadas com a celíase, não é incomum a presença de alguma doença osteoporótica, como a osteopenia ou a osteoporose. O fato costuma estar associado à perda de nutrientes que o paciente celíaco sofre ao não ter diagnosticada ou tratada a condição de intolerância ao glúten. É por isso que, em alguns casos, um quadro de osteoporose pode levar ao diagnóstico da doença celíaca.

Embora não estejam à vista, os ossos têm um papel fundamental em nossa saúde. E só lembramos que eles existem quando nosso corpo começa a se ‘queixar’, quando o certo seria ter na prevenção uma grande aliada neste caso.

Por isso, para melhorar a saúde óssea, basta estar muito atento à ingestão de cálcio e a vitamina D, dois nutrientes básicos para o cuidado dos ossos, já que os mesmos ajudam a manter uma densidade óssea adequada e favorecem a saúde do esqueleto. No entanto, segundo um estudo de 2007, 90% da população brasileira ingere 1/3 do valor de cálcio recomendado, e apenas 6% usa suplementos de cálcio. Isto pode dar origem ao aparecimento da osteoporose, sem dúvida o tipo mais comum de doença óssea, e a mais conhecida.

No Brasil, a osteoporose atinge 33% das mulheres e 16% dos homens com mais de 65 anos. De cada 100 mulheres, 20 são portadoras de doenças osteoporóticas, o que representa 4,4 milhões de casos. As mulheres são mais suscetíveis a desenvolver a osteoporose em algum grau, no período da menopausa, e depois, na velhice. As possibilidades de desenvolver a doença aumentam com a idade, de 15% em mulheres com idade entre 50 e 59 anos, até 80% em mulheres acima de 80 anos (Revista Brasileira de Reumatologia).

Uma Dieta Adequada


A dieta é a base fundamental para preservar o estado de saúde em geral, e a resistência óssea em particular. É essencial em todas as etapas da vida, não apenas na velhice, manter uma ingestão adequada de nutrientes fundamentais para os ossos, como cálcio, vitamina D e proteínas, que contribuem para reduzir o risco de osteoporose.

Os especialistas recomendam, especificamente, a ingestão de produtos lácteos enriquecidos com cálcio e Vitamina D, como boa alternativa para cobrir as necessidades diárias de ambos os nutrientes. O iogurte, por exemplo, é uma das fontes de cálcio mais importantes de nossa dieta. O consumo de 3 a 4 produtos lácteos ao dia ajuda a manter, ao longo de toda a vida, uma boa densidade óssea, e seu efeito é ainda maior se estiver enriquecido com cálcio e vitamina D.


Até 70% da ingestão total de cálcio alimentar vem do leite e seus derivados. Outros alimentos ricos em cálcio são as amêndoas e outras frutas secas, alguns peixes (sardinha), o polvo, alguns vegetais como acelga, alface, escarola, agrião, espinafre e nabo.

O papel da vitamina D


O cálcio precisa da vitamina D para fixar-se nos ossos. Umas das principais fontes desta vitamina provem da exposição ao sol, embora também possamos encontrá-la em alimentos como a sardinha e a anchova, a manteiga, os ovos e os produtos lácteos enriquecidos com vitamina D. É recomendável combinar os dois tipos de fontes de vitamina D e, no caso do sol, não abusar dele no verão, especialmente durante as horas de maior intensidade dos raios UVA (das 12 às 16 horas).


Para ter ossos fortes


1.    Alimentação equilibrada. Garantir o consumo de ao menos 1.000 mg de cálcio e 800 IU de vitamina D ao dia, para mulheres e homens maiores de 50 anos. Convém ingerir especialmente os produtos lácteos (leite, iogurtes e queijos). Outros alimentos ricos em cálcio são algumas espécies de peixe (como a sardinha) algumas frutas secas e legumes.


2. Atividade física. É recomendável praticá-la de forma regular, especialmente os exercícios com resistência (pelo contato com uma superfície sólida com o solo) como a caminhada, ou um esporte leve.



3. Exposição ao sol. Tomar sol de 10 a 15 minutos ao dia, nos braços, rosto e colo (evitando as horas de maior intensidade) é suficiente para ter bons níveis de vitamina D no sangue, ajudando a assegurar uma boa calcificação dos ossos.

4. Vida saudável. Reduzir ou eliminar o consumo de fumo e de álcool ajudará a nos sentirmos melhor e a desfrutarmos de uma boa saúde óssea.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Torrones (Snickers)



Que tal preparar os famosos snickers, estas deliciosas barras de chocolate, nozes e caramelo – e o que é melhor, esta receita caseira é sem glúten.

Ingredientes

Camada Base:
- 1 xíc. de raspas de chocolate meio-amargo
- ½  xíc. de raspas de chocolate branco
- ½ xíc.de manteiga de amendoim crocante

Camada Nougat:
- 200 g (1 xíc.) de açúcar
- 125 ml (½ xíc.) de xarope de glucose
- 75 ml (¼ xíc.) de mel
- 1 clara de ovo
- 125 g de nozes (amendoins, amêndoas, castanhas)

Camada Caramelo:
-1 lata (395 g) de leite condensado

Camada Cobertura:
- 1 xíc. de raspas de chocolate meio-amargo
- ½ xíc. de raspas de chocolate branco
- 2 colheres (sopa) de creme de leite

Como Fazer

Unte uma assadeira de tamanho médio.

Em uma panela, derreta os ingredientes da primeira camada, em fogo bem baixo. Derrame na fôrma e espalhe com uma espátula.

Deixe esfriar a endurecer completamente.

Para a camada nougat, em outra panela misture o açúcar, a glucose e o mel e cozinhe em fogo baixo, mexendo sem parar, até o açúcar dissolver-se.

Deixe ferver e então, sem mexer, escove as laterais da panela com uma escova úmida (ou pincel), para remover os cristais de açúcar que se formarem.

Cozinhe até que a mistura chegue aos 142º C no termômetro de açúcar (ou teste a calda, soltando uma colher (café) do líquido em uma tigela com água gelada – você terá de ser capaz de retirar a bola e esticá-la em fios maleáveis).

Quando a temperatura da mistura cair para 110º C, bata a clara de ovo dentro de uma tigela grande, até formar picos firmes. Enquanto bate, derrame lentamente a calda em fio, dentro da clara em neve. Continue a bater até que a mistura fique espessa e mantenha sua forma. Quando chegar ao ponto, pare de bater e junte as nozes.

Derrame o nougat sobre a base de chocolate e espalhe para achatar, usando uma espátula. Deixe esfriando em local fresco (não precisa ser na geladeira).

Para a camada de caramelo, leve o leite condensado para cozinhar em fogo médio-baixo, mexendo sem parar, para a mistura não colar, por 5-10 minutos, até o creme dourar e engrossar. Derrame sobre a camada nougat.

Para finalizar, misture os ingredientes da última camada e cozinhe em fogo baixo. Deixe derreter, mexendo de vez em quando, até ficar homogêneo.

Derrame sobre o caramelo e deixe esfriar completamente.

Leve ao refrigerador por ao menos 1 hora antes de servir.

Corte com uma faca aquecida e molhada.
As fatias podem ficar em temperatura ambiente, mas tendem a ficar meio gosmentas.

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Risotto de Linguiça e Repolho

Ingredientes (4 porções)

- 1 xíc. de arroz arbóreo
- 300 g de linguiça calabresa fresca
- 6 folhas de repolho, escaldadas
- 2 cebolas picadas
- 1 tablete de caldo de legumes
- manteiga
- pimenta-do-reino preta
- vinho branco seco
- 1 colher (sopa) de creme de leite fresco
- queijo parmesão ralado

Como Fazer

Em uma panelinha, dissolva o caldo de legumes em 1 litro de água fervente.

Em uma panela grande, refogue a cebola picada na manteiga.
Quando a cebola ficar transparente, adicione o arroz e misture bem.

Adicione um pouco de vinho e deixe absorver.

Durante 15-20 minutos vá acrescentando o caldo quente às colheradas (use uma concha de sopa), mexendo sempre para deixar o líquido ser absorvido pelo arroz.

Minutos antes do arroz ficar pronto, junte o repolho cortado em tiras e a linguiça sem a pele e desfeita. Tempere com pimenta moída na hora.

Continue adicionando caldo até o arroz estar cozido (al dente).

Antes de servir, junte uma colher (sopa) de creme de leite fresco (nata), e misture bem para incorporar.

Sirva com queijo parmesão ralado e salsa picada.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Maçã, Lanche Saudável



A obesidade já considerada uma epidemia pela OMS. No Brasil, cerca de 60% da população encontra-se acima do peso (com sobrepeso ou obesidade). Nas crianças os índices também são preocupantes, já que 34% têm sobrepeso e 14% são obesas (idades entre 5 e 9 anos).

Entre os diversos fatores que contribuem para o sobrepeso na infância (e isto vale para o mundo inteiro), um dos mais importantes é o aumento progressivo do consumo de alimentos industrializados calóricos, no lugar de alternativas mais saudáveis, como frutas e sucos naturais.

É difícil encontrar dados específicos sobre os hábitos alimentares infantis no Brasil, mas não me parece errado concluir que as crianças estão comendo menos frutas e verduras. Na Espanha, por exemplo, constatou-se que casais jovens, sem filhos, consomem mais de 200 kg de frutas ao ano por pessoa, enquanto que as famílias com filhos consomem 55 kg de frutas ao ano.

Neste ponto, uma das frutas indicadas para reduzir o sobrepeso, por seu poder saciante e pela facilidade do preparo para as crianças, ou no lanche escolar, é a maçã, que é capaz, além do mais, de prevenir outras doenças igualmente graves, como o diabetes, a hipertensão e o colesterol. Uma opção saborosa e saudável para os pequenos, que não precisa ser oferecida apenas na hora da sobremesa, quando eles já estão saciados: algo tão simples como oferecê-la em outro momento pode evitar que a recusem, e acabem convertendo-a em seu lanche favorito.

A fruta é um lanche muito saboroso e eficiente, que traz muita energia, como acontece com o chocolate ou os doces (que têm alto valor calórico, mas baixo valor nutricional), mas mais fácil de digerir: para o organismo acaba sendo mais simples queimar este tipo de carboidratos complexos, do que os das gorduras de uma torta ou uma barra de chocolate. Algo parecido ocorre com a glicose, um açúcar natural das frutas, que nosso corpo assimila de modo progressivo e que, ao contrário do que acontece com os refrigerantes, por exemplo, não produz mudanças bruscas no organismo nem provoca momentos de euforia seguidos de momentos de desânimo.

Para que seu filho coma mais frutas, ofereça quantidades e tamanho adequados à sua constituição. Apresente a fruta de formas alternativas, como cortada em rodelas, cubinhos e outros aspectos atraentes. Permita que a criança coma a fruta sozinha, com as mãos, para que lhe dê uma sensação de autonomia.

Além disso, as propriedades nutricionais da maçã não variam significativamente ao comê-la crua, assada ou cozida, o que permite introduzi-la em sobremesas, como guarnição, ou como ingrediente em saladas e sopas.
 

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Cabides: Úteis, Decorativos, Divertidos



A quantidade de objetos que precisam ser organizados em casa é quase infinita, e pendurá-los é uma forma de deixá-los à mão, e ao mesmo tempo decorar o ambiente.

Cabides, ganchos e racks em geral são peças criadas especialmente para organizar o lar, mas muitos objetos inusitados podem ter o mesmo fim, de forma criativa e ao mesmo tempo divertida.


Veja alguns exemplos para organizar, ou simplesmente expor suas coisinhas favoritas... A partir dessas sugestões você poderá ter uma nova visão sobre o potencial de ‘suporte’ de vários objetos em sua casa.

clique abaixo para ver...

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Papillote de Banana



Ingredientes (6 porções)

- 6 bananas
- 4 colheres (sopa) de açúcar mascavo
- suco de 1 limão
- 50 g de coco ralado
- 80 g de amêndoas laminadas

Como Fazer


Preaqueça o forno a 180ºC.

Corte 6 retângulos de papel de alumínio de 25 x 18 cm e coloque-os sobre uma superfície lisa de trabalho.


Descasque as bananas, limpe as pontas, e disponha sobre as folhas de alumínio.

Polvilhe o açúcar e borrife o suco de limão sobre as frutas.

Reparta por cima o coco ralado e feche formando seis pacotes.

Leve ao forno por 10 minutos, a 180ºC.


Torre as amêndoas em uma frigideira e enfeite as bananas antes de servir.


Sugestão: Cobrir as bananas com um fio de chocolate derretido.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Ratatouille ao Forno


O outono chegou, e nada melhor que um prato quente e nutritivo. Uma receita rápida, este ratatouille acompanha bem uma carne, fatias de pão caseiro, ou tortilhas de milho.

Ingredientes (8 porções)

- 1 berinjela média, cortada em cubos
- 1 cebola, cortada em fatias
- 1 pimenta vermelha, em fatias
- 1 abobrinha média, cortada em fatias
- 1/4 xíc. tomates secos
- 1 colher (chá) de orégano seco
- azeite de oliva
- 1 lata tomates, drenados e cortados em cubos
- 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
- ½ xíc. queijo mussarela light

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 180º C.

Em uma vasilha grande, misture os legumes cortados: berinjela, cebola, pimenta, abobrinha e tomate seco.

Em uma frigideira grande, ou panela, aqueça um pouco de azeite e refogue os legumes por 6 a 8 minutos, ou até que fiquem macios e levemente dourados.

Junte os tomates e o orégano; cozinhe por 15 minutos, mexendo algumas vezes.

Passe para um prato refratário.
Cubra com o queijo ralado e a mussarela picada.

Asse por 15 minutos, ou até o queijo derreter e os legumes ficarem bem aquecidos.
Sirva em seguida.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Torta de Macarrão



Um lanche muito gostoso, esta torta de macarrão é uma ótima alternativa ao sanduíche de sempre. Pode-se usar qualquer tipo de macarrão, mas como não há muitas opções de massas sem glúten, sugiro usar do tipo penne, que fica muito bom.

Ingredientes

- 1 xíc. de massa tipo penne
- 250 g de ricota
- 2 ovos
- 10 folhas de espinafre baby, fatiado grosso
- 1 xíc. de batata doce ralada
- 1 pedaço de bacon (ou linguiça), picado
- 2 raminhos de salsa, folhas picadas
- orégano fresco, picado
- 1 xíc. de queijo de sabor marcante, picado
- 3 colheres (sopa) queijo parmesão ralado

Como Fazer

Após cozinhar o macarrão (rende cerca de 2,5 xícaras de massa cozida), pré-aqueça o forno a 200º C. Unte uma fôrma redonda.

Em uma vasilha, misture os ingredientes, seguindo a lista acima.
(para uma versão vegetariana, retire o bacon).

Derrame dentro da fôrma, pressionando em direção às bordas e deixando a superfície compacta.

Leve ao forno por 30 minutos.

Tire do forno e deixe esfriar por uns 10 minutos antes de desenformar.
Corte em fatias e sirva.

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Compota de Abacaxi e Maçã



Ingredientes

- 2 abacaxis maduros
- ½ kg de maçãs
- 750 g de açúcar cristal
- suco de 2 limões
- 1 colher (chá) de sementes de cardamomo
- 150 ml de água
- ¼ xíc. de folhas de hortelã fresca, picadas

Como Fazer

Descasque e corte os abacaxis. Triture a polpa, mas não ao ponto de virar purê.
Descasque as maçãs, retire o miolo e corte-as em cubos.

Em uma panela, junte o abacaxi e a maçã com o açúcar, as sementes de cardamomo, as folhas de hortelã, o suco de limão e 150 ml de água. Deixe cozinhar em fogo baixo por 10 minutos, mexendo até o açúcar dissolver-se completamente.

Aumente o fogo e deixe ferver por uns 20 minutos, mexendo com frequência até a fruta ficar cozida e a mistura engrossar.

Assim que a mistura atingir um ponto de solidificação, passe para os vidros previamente esterilizados e feche bem.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails