segunda-feira, 31 de março de 2014

Sobremesa Tricolor


Mousse de chocolate, creme de mascarpone e gelatina de café, mesclados em uma colherada de sabor refrescante!

Ingredientes (4 porções)

Para a mousse de chocolate:
- 2 ovos
- 125 g de chocolate escuro
- 80 g de açúcar

Para o creme de mascarpone:
- 250 g de queijo mascarpone
- 16 g de açúcar de baunilha
- 2 claras de ovo

Para a gelatina de café:

- 250 ml de café
- 20 g de açúcar
- 3 folhas de gelatina

Como Fazer


A gelatina:
Coloque a gelatina de molho em água fria.
Aqueça o café com o açúcar.
Retire do fogo, junte a gelatina escorrida e deixe esfriar em temperatura ambiente.

O creme:
Coloque o queijo mascarpone dentro de uma tigela.
Junte o açúcar de baunilha e bata com um garfo até obter um creme homogêneo. Bata as claras e incorpore-as ao creme. Guarde na geladeira
.

A mousse:
Separe as claras das gemas e bata estas últimas com o açúcar.
Derreta o chocolate em banho-maria e adicione à mistura de açúcar e gemas.

Bata as claras, incorpore e misture.
 
Montagem:
Reparta a mousse no fundo de 4 taças de cristal.
Cubra com o creme de mascarpone e alise bem.
Por último, derrame com cuidado a gelatina de café.


Deixe ao menos 2 horas na geladeira.
Retire as taças do refrigerador 10 minutos antes de servir.

sexta-feira, 28 de março de 2014

Rolinhos de Frango e Maçã ao Molho de Curry


Ingredientes (6 porções)

- 12 filés de peito de frango
- 3 maçãs verdes
- azeite de oliva
- sal
- 2 cebolas, picadas
- 1 colher (sopa) de curry
- 1 colher (sopa) de farinha de arroz
- 1 vidro de leite de coco

Como Fazer

Descasque as maçãs, tire o miolo e corte em gomos.

Tempere os filés com sal a gosto.

Faça rolinhos envolvendo os pedaços de maçã com os filés de frango.
Feche com palitinhos.


Em uma panela grande, doure a cebola no azeite de oliva.

Em seguida, em fogo baixo, junte o curry e a farinha e refogue por alguns segundos, mexendo sem parar.

Adicione o leite de coco e cozinhe por 2 minutos.

Coloque os rolinhos de frango na panela para cozinhar com o molho de curry, por 25 minutos, ou até a carne estar cozida.


Sirva os rolinhos com o molho e arroz.
Dica: para uma versão ainda mais rápida do prato, você pode comprar um molho de curry pronto.

quinta-feira, 27 de março de 2014

Brinquedos Que Estimulam o Desenvolvimento Infantil


Um guia muito útil relaciona os brinquedos próprios para os bebês menores de 3 anos, em quatro etapas de seu desenvolvimento.

Para os pais de primeira viagem, ou para quem pretende presentear um recém-nascido, é normal questionar-se como serão os primeiros meses de vida do bebê... Saber em que sentido é importante estimular o desenvolvimento das crianças através dos brinquedos (e das brincadeiras) se converte numa das principais tarefas dos responsáveis, principalmente se estiverem pensando em comprar um brinquedo adaptado às necessidades do bebê.

As crianças com menos de 3 anos não podem se comunicar com a mesma facilidade que as que já aprenderam a falar e interagir adequadamente com seu entorno. Para facilitar a compreensão desta fase, veja este guia básico sobre o estímulo infantil, que ajuda a entender o desenvolvimento criativo dos bebês, seguindo as etapas que, mais cedo ou mais tarde, todas as crianças irão cumprir.


Bebês de 0 a 6 meses

Até a quarta semana de vida, o bebê já é capaz de fixar os olhos em rostos e objetos a uns 30 centímetros de distância. Nesta idade você já pode mostrar a ele certas imagens, livros ou móbiles adaptados a sua idade. Ao final do primeiro trimestre, ele será́ capaz de segurar certos objetos com as mãos e levá-los à boca: é bom brincar com chocalhos que emitam algum som, ou que sejam de plá́stico, ou tecido, para que possam tocar e morder.

Brinquedos recomendados: os que estimulem os sentidos, com cores, texturas e sons diferentes, como tapetes com atividades, chocalhos, móbiles, ou livros de tecido; além disso, brinquedos que ajudem a descobrir o próprio corpo, como mordedores e bonecos de borracha.


Bebês de 6 a 12 meses

Chegando ao fim do sexto mês, o bebê é capaz de se manter sentado, apoiado entre almofadas; ele balbucia e já pode segurar a colher. Para seguir estimulando estas habilidades, você pode jogar com cubos de plá́stico de várias cores, bolas, ou formas que girem, além de espelhos e brinquedos para o banho. Aos 9 meses, o bebê aprende a virar-se e descobre a sensação de morder; começam a chamar-lhe a atenção os sons e mú́sicas, e já é capaz de soltar um objeto para pegar outro. É nesta etapa que ele costuma desenvolver um afeto particular por um bichinho de pelúcia, ou brinquedo, ou uma coberta.

Brinquedos recomendados: os que estimulem a exploração de objetos, como bolas, livros de tecido e cartolina grossa, além de qualquer brinquedo que possa agarrar e explorar. Os brinquedos que estimulam a afetividade também são recomendáveis, como bichos de pelúcia e bonecos de tecido.




Bebês de 13 a 18 meses

A partir dos 13 meses o bebê gosta cada vez mais de andar por conta própria e irá se rebelar com frequência. Sendo assim, é preciso impor limites claros a ele. Embora ainda costume perder o equilíbrio, a possibilidade de se levantar, caminhar, parar, ou engatinhar representa a melhor das distrações. Durante esses meses a criança também descobre o quão divertido pode ser empurrar as coisas, como cadeiras, mesas pequenas, ou qualquer objeto que lhe sirva de apoio.

Graças ao controle da motricidade, a criança já pode pegar o lá
p
is e realizar seus primeiros rabiscos. Ela também é capaz de identificar e lembrar-se das ilustrações dos livros, especialmente se você lhe ensinar os nomes dos personagens dos contos infantis.

Brinquedos recomendados: os que convidem a explorar o ambiente, como as bicicletas com rodinhas e os carrinhos de bebê, além dos cubos para encaixar e empilhar, as pinturas, as massas de modelar, ou os quebra-cabeças simples.


Bebês de 18 a 24 meses

Nesta etapa, a criança gosta de testar sua capacidade motora, como dançar, saltar sobre ambos os pés, girar e jogar bola. É o momento de começar a utilizar o pulso junto com o antebraço para abrir e fechar portas, e se tornará mais fácil para ela vestir-se e folhear as páginas dos livros. O bebê também é capaz de identificar e dar nome a várias partes de seu corpo, seus brinquedos cotidianos, os objetos familiares e os personagens de seus contos infantis.

Brinquedos recomendados: os que permitam relacionar fatos de causa-efeito, bater, lançar, carregar e descarregar, experimentar com a água e a terra. Os brinquedos que estimulem a imitação de ações simples e uso de linguagem, e os que permitam desenvolver sua habilidade manual e criativa, como pinturas, lousas e massa de modelar.


Bebês de 2 a 3 anos

Nesta idade os bebês aprendem a abrir e fechar o zíper quando se vestem, e sabem usar os botões. Seu nível de compreensão atinge o conhecimento do significado das imagens dos contos, reconhece e nomeia cores, aprende canções infantis, e conta até dez.

Brinquedos recomendados: os que se desfrutam ao ar livre, como triciclos, bolas, cubos e pás. Os brinquedos para construir, encaixar e melhorar sua habilidade manual e criativa, e os que imitam as cenas familiares e profissionais: bonecos, marionetes, telefones, cozinhas, me
́dicos, carros...

segunda-feira, 24 de março de 2014

Palitos de Peixe, Batatas Assadas e Salada


Um prato delicioso e original, estes palitos de peixe empanados com polenta, acompanhados de batatas e salada.

Ingredientes

- 4 batatas brancas grandes
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
-100 g de farinha de arroz
- 150 g de polenta
- 1 colher (sopa) de salsinha picada
- 2 colheres (chá) de raspas de limão
- 2 ovos
- 500 g de filés de peixe de carne firme (como cação, caçonete, anjo)
- 250 g de maionese

Para a salada:

- 250 g de tomate cereja, cortados ao meio
- 2 pepinos picados
- 1 cebola roxa pequena, fatias finas
- 1 abacate pequeno, fatias finas
- 1 colher (sopa) de suco de limão
- 1 colher (sopa) de azeite de oliva

Extras (para os adultos):
- 1 colher (sopa) de alcaparras, bem picadas
- 1½ colher (sopa) de pepino em conserva, picado
- 1 colher (sopa) de salsa picada
- ½ colher (chá) de fatias de limão

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 200°C.
Forre uma assadeira com papel manteiga, e unte com azeite outra assadeira.

Lave e seque as batatas e corte-as em gomos (1 cm espessura).
Espalhe as batatas na assadeira forrada e borrife azeite de oliva.
Tempere com sal e leve para assar por 15 minutos*.

Enquanto isso, coloque a farinha dentro de uma tigela rasa.
Em outra tigela rasa misture a polenta, a salsinha e a raspa de limão.
Quebre os ovos dentro de outra tigela e bata levemente.

Corte os filés de peixe em palitos de 3 cm de espessura.
Empane os peixes na farinha, e dê uma batidinha para retirar o excesso; mergulhe-os no ovo, deixando escorrer o excedente.

Finalmente, empane os palitos de peixe na polenta temperada, pressionando delicadamente para cobrir bem em todos os lados.

Espalhe os palitos de peixe na assadeira untada com óleo, e leve para assar por 15 minutos (*deixe as batatas assando mais este tempo), ou até que o peixe esteja bem cozido, e as bordas das batatas estejam douradas e crocantes.

Enquanto isso, em uma saladeira, misture delicadamente os ingredientes da salada, temperando a gosto.

Divida a maionese entre dois bowls pequenos (o mesmo com os temperos extras), para servir.

sexta-feira, 21 de março de 2014

Uma Boa Noite de Sono, Seu Coração Agradece


No dia 14 de março celebrou-se o Dia Mundial do Sono, e embora os problemas cardíacos e do sono sejam muito diferentes, eles certamente estão vinculados. Segundo a Fundação Espanhola do Coração, um descanso noturno adequado está associado a uma melhor saúde cardiovascular.

Concretamente, e segundo um estudo publicado na European Journal of Preventive Cardiology, as pessoas que, além de possuir hábitos de vida saudáveis (realizar atividade física de forma regular, manter uma dieta equilibrada, moderar o consumo de álcool e não fumar), dormem um mínimo de sete horas ao dia, reduzem em até 65% o risco de sofrer de doenças cardiovasculares, e em até 83% o risco de morrer por doença cardiovascular, em comparação com aquelas que no têm nenhum hábito de vida saudável.

O tal estudo analisou os hábitos de vida de 6.672 homens e 7.967 mulheres. Após 12 anos de acompanhamento, se produziram 607 eventos cardiovasculares (129 mortes por doença cardiovascular, 367 infartos do miocárdio não fatais e 111 pulsações irregulares) e observou-se que as pessoas que mantinham uma alimentação equilibrada, faziam exercícios físicos, moderavam o consumo de álcool e não fumavam reduziam o risco cardiovascular em 57%, e o risco de morrer por doenças cardíacas em até 67%. A novidade do estudo é que estas porcentagens se incrementavam em até 14% e 22%, respectivamente, quando os alvos da pesquisa, além disso, dormiam um mínimo de sete horas diárias.

O estudo também revelou que, opostamente, dormir pouco está associado a uma maior incidência de sobrepeso, obesidade, hipertensão, colesterol e triglicerídeos.

“Um sono reparador ajuda a reduzir a pressão arterial, melhora a função endotelial e, definitivamente, é um fator a mais a levar em conta na prevenção das doenças cardiovasculares”, segundo o Dr. Enrique Galve, presidente da seção de Risco Vascular e Reabilitação Cardíaca da Sociedade Espanhola de Cardiologia. “Enquanto dormimos é produzido um relaxamento muscular que também afeta as artérias. Este relaxamento provoca uma queda fisiológica da pressão arterial entre 10% e 15%”.

Não basta dormir as horas necessárias... Mas, como mencionado anteriormente, o correto descanso noturno de sete a nove horas deve estar acompanhado dos bons hábitos já conhecidos, como uma alimentação saudável, o consumo moderado de álcool, o exercício físico constante e não fumar. Apenas dormir as horas necessárias não é suficiente. E, além disso, o descanso noturno correto não tem a ver só com a quantidade de horas que dormimos, mas também com a qualidade do nosso sono.

Não dormir bem altera as funções mais elementares do processo da doença cardiovascular. De fato, algumas alterações do sono têm consequências cardiovasculares negativas. Um exemplo é a apneia obstrutiva do sono, uma das alterações mais graves, que consiste na obstrução da via aérea, que diminui o fluxo de oxigênio e aumenta o ritmo cardíaco, provocando um aumento da pressão arterial, o que não acontece apenas no período noturno, mas também durante o dia. É por isso que podemos afirmar que os períodos de sono não reparador podem ter graves consequências para nossa saúde, entre elas, o desenvolvimento da doença cardiovascular.

Bons hábitos para dormir melhor... Embora sejamos conscientes da importância de um bom descanso em nossa saúde, o certo é que algumas pessoas têm dificuldade em conseguir um sono reparador durante toda a noite.

Algumas recomendações de especialistas para te ajudar a dormir bem:

 – Evite estimulantes durante a tarde: se nos custa conciliar o sono é melhor evitar alguns produtos que contêm teína ou cafeína durante as horas prévias à hora de deitar. Ocorre o mesmo com outros produtos estimulantes, como o chocolate ou o cacau;

- Alimentação leve para descansar melhor: não é recomendável comer demais antes de dormir. No jantar deveríamos evitar os alimentos pesados e os que contêm propriedades diuréticas, já que nos farão levantar no meio da noite para ir ao banheiro;

- Exercício físico sim, mas não na última hora do dia: a atividade física constante ajuda a dormir melhor, mas devemos evitar realizá-la no final da tarde, ou à noite, já que esta eleva a temperatura do corpo e pode dificultar o sono;

- O mito do álcool: embora algumas pessoas possam achar que uma dose de álcool pode ajudar a conciliar o sono, o certo é que a bebida irá alterá-lo nas demais etapas. É por isso que devemos evitar o seu consumo antes de ir para a cama;


- Horários constantes: ter hábitos regulares, inclusive durante o final de semana nos ajuda a descansar corretamente.

E a “siesta”? Os especialistas insistem em reforçar os benefícios do costume de cochilar. Descansar entre 20 e 30 minutos depois de almoçar ajuda a recuperar as forças para enfrentar melhor o resto do dia. O cochilo favorece o relaxamento do corpo e também provoca, como no descanso noturno, uma queda na tensão arterial.


É importante realizar exercícios físicos diários, mas nunca depois de comer, já que neste período o sangue se desvia para a cavidade abdominal e aumenta o trabalho cardíaco, por causa da função da digestão. Praticar atividade física nesse momento pode aumentar o risco cardiovascular. O hábito do cochilo é uma opção perfeita para cuidar da saúde do nosso coração, especialmente depois de uma refeição pesada, e sempre que nossos horários de trabalho nos permitam. Deste modo, ajudamos o corpo a realizar a digestão, relaxamos e favorecemos a saúde do coração.

quinta-feira, 20 de março de 2014

Almôndegas com “Espaguete” de Legumes


Ingredientes (4 porções)

Para as almôndegas:
- 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
- ½ xíc. de espinafre baby
- 350 g de carne de porco moída
- 150 g de carne de gado moída
- 2 dentes de alho
- 1 cebola pequena, bem picada
- 2 colheres (sopa) de salsa, picada
- 1 gema de ovo caipira
- sal e pimenta moída na hora
- manjericão, ou salsinha fresca para servir

Para o molho de tomates italiano:

- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
- 50 g de alho, fatiado bem fino
- 500 g de tomate enlatado, esmagado
- 8 folhas de manjericão

Para o espaquete:
- 6 abobrinhas (tipo zucchini)
- 3 cenouras grandes
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
- sal

Como Fazer

Em uma frigideira, aqueça 1 colher azeite, em fogo médio.
Junte o espinafre e cozinhe rapidamente, só até ele murchar.
Tire a frigideira do fogo, escorra e esprema o líquido em excesso do espinafre; reserve.

Volte a frigideira ao fogo médio, com 1 colher azeite.
Refogue juntos a cebola e o alho, por 3 minutos, ou até a cebola ficar translúcida e o alho dourar. Reserve.

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Em uma tigela grande, misture bem os seguintes ingredientes: as carnes moídas, o espinafre, o alho e a cebola, a salsinha picada, a gema de ovo, sal e pimenta a gosto.

Faça bolinhas de carne do tamanho de bolas de golfe.

Para fazer o molho de tomates, em uma panela, aqueça o azeite, junte o alho e refogue até ficar marrom dourado.
Junte os tomates esmagados e 125 ml de água, deixando cozinhar por 20 a 25 minutos.
Adicione o manjericão e deixe cozinhar por mais 5 minutos.
Tempere e mexa até ficar homogêneo.

Para cozinhar as almôndegas, aqueça as 2 colheres (sopa) de azeite restantes em uma frigideira que possa ir ao forno. Frite as almôndegas até dourarem de um lado. Vire as almôndegas e leve a frigideira ao forno por 5 minutos, ou até que a carne esteja cozida.

Tire do forno, junte o molho de tomates, tampe a panela e deixe cozinhar em fogo bem baixinho até estar pronto para servir.

Para fazer o “espaguete”, corte as abobrinhas em tiras finas, em um fatiador de legumes; descasque as cenouras e também corte em tirinhas finas.

Encha de água uma panela de tamanho médio, leve ao fogo médio até ferver.
Junte a cenoura e cozinhe por 30 segundos, e então junte a abobrinha e cozinhe por mais 30 segundos, ou até que os legumes estejam macios.
Escorra, tempere com azeite de oliva e sal.

Divida o espaguete de legumes em quatro pratos.
Cubra com as almôndegas e uma porção de molho de tomates, polvilhe com salsinha picada, ou folhas de manjericão rasgadas.

terça-feira, 18 de março de 2014

Bolinhos de Pera


Estes bolinhos ficam deliciosos acompanhados de sorvete de frutas.

Ingredientes (6 porções)

- 150 g de farinha de arroz
- 1 colher (chá) de fermento químico
- 3 ovos
- 150 g de manteiga
- 1 limão
- 1 pera grande
- 220 g de açúcar
- 100 g de amêndoas moídas


Como Fazer

Rale a casca do limão, lever a uma panela com 120 g de açúcar e 250 ml de água, e cozinhe por 10 min.

Descasque a pera, corte em quartos, cozinhe nesta calda por 10 minutos.


Tire do fogo e corte a pera cozida em cubinhos, reservando algumas lascas para decorar.

Pré-aqueça o forno a 180ºC.


Bata os ovos com o resto do açúcar.
Junter a manteiga, o fermento, a farinha, as amêndoas e a pera.


Reparta a massa em forminhas de silicone e leve ao forno por uns 15 minutos.


Decore com as lascas de pera.


Dica: substitua a pera por manga, maçã ou papaia.

sexta-feira, 14 de março de 2014

Escondidinho de Lentilhas


A lentilha é uma ótima substituta para a carne ao preparar um escondidinho.

Ingredientes (4 porções)

- 150 g de lentilhas
- 750 g de batatas
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
- 2 cebolas pequenas, picadas
- 1 dente de alho grande, picado
- 75 g de cogumelos, picados
- 1 cenoura média, em cubinhos
- 600 g de tomates enlatados, picados
- 1 ½ colher (sopa) de extrato de tomates
- 1 ½ colher (sopa) de molho de soja
- 1 colher (sopa) cheia de salsinha, picada
- 2 colheres (sopa) de manteiga
- 2 colheres (sopa) de leite
- sal e pimenta

Como Fazer

Coloque as lentilhas e ½ colher (sopa) de sal em uma panela, cubra com água e cozinhe por 45 minutos, ou até os grãos ficarem macios.
Escorra e reserve.

Enquanto isso, coloque as batatas em uma panela com água para cozinhar, até ficarem macias (uns 20 minutos).

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Em uma frigideira, aqueça o azeite de oliva e, em fogo baixo, refogue a cebola e o alho picados.

Junte os cogumelos e cenouras e cozinhe por mais 2 minutos.

Adicione os tomates, o extrato de tomates, molho de soja, as lentilhas cozidas e a salsinha.

Cozinhe por mais alguns minutos. Tire do fogo.

Escorra, descasque e faça um purê com as batatas. Misture a manteiga, o leite, 1 pitada de sal e pimenta, e mexa até ficar homogêneo.

Derrame a mistura de lentilha dentro de um prato refratário quadrado (de 20 cm).

Coloque o purê dentro de um saco de confeiteiro com um bico de 1 cm e desenhe linhas retas de purê sobre a lentilha.

Leve ao forno por 30 minutos, ou até o purê dourar.

Dica: polvilhe queijo parmesão ralado sobre o purê antes de levar ao forno para gratinar.

quarta-feira, 12 de março de 2014

Batatas Gratinadas


Ingredientes (4 porções)

- 8 batatas pequenas
- 400 ml de molho bechamel
- 200 de queijo mussarela
- 200 g de queijo cheddar
- orégano seco (opcional)
- salsinha picada
- margarina para untar

Como Fazer

Lave bem a casca das batatas, corte ao meio e leve para cozinhar em bastante água com uma colher (sopa) de sal.


Cozinhe por 20 minutos, ou até as batatas ficarem macias, mas sem desmanchar (al dente). Escorra e reserve.


Corte os queijos em cubinhos. Reserve.


Unte 4 ramequins refratários e distribua 2 batatas cortadas em cada um.


Prepare o molho bechamel (ou use um molho pronto).
Misture salsinha picada ao molho.


Distribua o molho sobre as batatas.


Polvilhe a mistura de queijos sobre as batatas, e uma pitada de orégano.

Leve ao forno médio para gratinar por cerca de 10 minutos.

Dica: no lugar do molho branco, você pode usar uma sopa cremosa.

terça-feira, 11 de março de 2014

Cozinhando com... ALHO


  O alho talvez seja o ingrediente mais popular entre os cozinheiros dos quatro cantos do mundo, especialmente na hora de realçar o sabor dos pratos.

Esta planta antiquíssima, formada por um cacho apertado de gomos individualmente recobertos, é usada tanto crua como cozida, em uma miríade de receitas. Muitos dos pratos clássicos do mundo não seriam os mesmos sem o alho: o ajoblanco espanhol, a skordalia grega, a bouillabaisse e o escargot francês, o pesto italiano, a sopa de alho nepalesa e quase todos os pratos coreanos.

O alho demora de oito a nove meses para atingir o ponto de maturação para a sua colheita. O período de plantação ocorre entre o outono e o inverno, isto porque a planta depende do frio para a formação dos bulbos. Após a colheita o alho é colocado para secar antes de ser comercializado.


Ao comprar as cabeças de alho, conserve em local seco e arejado (não guarde na geladeira, pois a umidade atrai o bolor). Com o tempo, o alho forma brotos, que devem ser descartados, pois podem causar indigestão.

Pode-se usar o alho de inúmeras formas. Quanto mais picado e esmagado, mais penetrante é o sabor do alho. Para obter um sabor mais suave, simplesmente esmague um dente inteiro e leve à panela, descartando-o ao final do cozimento. Para um sabor mais marcante, use alho grosseiramente picado ou fatiado, ou ainda, se desejar uma infusão mais forte, use alho esmagado ou bem picado.

Como acontece com outros membros da família do Allium, uma vez descascado e cortado, o alho começa a perder sua fragrância e pungência e irá oxidar incrivelmente rápido. Portanto, descasque e pique o alho somente no momento em que for usá-lo.

O jeito mais fácil de descascar um dente de alho é colocá-lo sobre uma tábua e esmagá-lo com o lado achatado de uma faca grande de corte; a pele irá destacar-se facilmente.

Se você precisar dentes de alho inteiros, basta usar uma faca pequena para cortar a ponta em que o alho estava ligado aos demais, e descascar a pele a partir daí. Ou, se tiver muito alho para descascar, você pode mergulhá-lo em água fervente.

O exótico alho negro

E ainda, se você pretende esmagar o alho, pode colocar os dentes com pele no espremedor de alho, sem necessidade de esmagá-lo previamente.

Uma vez descascado, o alho pode ser fatiado, picado grosseiramente ou bem fininho, esmagado com um pouco de sal, formando uma pasta, ou jogado inteiro dentro de uma fôrma com batatas ou outros vegetais, para assar no forno.


Use alho cru no molho pesto, ou aioli (maionese de alho), ou para fazer uma gremolata (salsinha picada, raspas de limão e alho, usados para incrementar o sabor de pratos como o ossobuco).

Para preparar uma deliciosa bruschetta, esfregue uma fatia de pão recém-tostado com o lado cortado de um dente de alho, e complemente com um fio de azeite de oliva.

Corte fatias de alho e recheie uma carne assada, para que o sabor penetre enquanto a carne cozinha.


Faça uma manteiga de alho com bastante alho esmagado, salsinha picada, sal e pimenta e empurre delicadamente sob a pele de uma galinha a ser assada. Ou simplesmente sirva sobre um delicioso filé ou bisteca de carne.

Refogue cogumelos com alho, para acompanhar ovos mexidos. Ou refogue alho com vieiras na concha, antes de levá-las à grelha.


Assar alho resulta em um purê adocicado. Fatie o topo de uma cabeça inteira de alho, esfregue azeite de oliva e embrulhe em papel alumínio. Leve para assar no forno (180º C) por 45 minutos. O purê resultante pode acompanhar um pão tostado, temperado com sal e azeite de oliva. Também pode ser adicionado a purês de batata, maionese ou hummus, ou ainda, a molhos de carne e sopas, para um delicioso toque final ao prato. A cabeça de alho assada pode ser servida acompanhando um assado, quase como um condimento.


Alho frito. Frite fatias de alho, lentamente, em fogo baixo e com bastante óleo, para evitar que queime. O alho frito e crocante pode ser, por exemplo, polvilhado sobre saladas. Muitos pratos chineses começam a ser preparados refogando-se o alho e gengibre ralado, antes de juntar os demais ingredientes.

Dentes de alho inteiros e descascados também podem ser transformados em conserva, e servidos como parte de um prato de antepasto. Outra sugestão é colocá-los em uma infusão de azeite de oliva, aromatizando assim o óleo a ser servido com saladas.


O alho combina muito bem com: manteiga, ovos, ervas,  cogumelos, a maioria dos vegetais, azeite de oliva, carnes brancas e vermelhas, frutos do mar, queijos brancos macios, tomates.

quinta-feira, 6 de março de 2014

Broinhas de Fubá

Broas macias, com o sabor típico da fazenda...

Ingredientes

- 1 xíc. de fubá mimoso
- 3/4 xíc. de polvilho doce
- 1 3/4 xíc. de água
- 1/4 xíc. de óleo de canola
- 1/2 xíc. de açúcar
- 1 colher (chá) sal
- 2 ovos grandes
- 1 colher (chá) de sementes de erva-doce
- 1 colher (chá) de fermento químico
- fubá para polvilhar
- margarina para untar

Como Fazer

Em uma tigela funda, misture o fubá e o polvilho. Reserve.

Em uma panela, misture leve para aquecer a água, o óleo, o açúcar, o sal e a erva-doce.
Ao ferver, junte as farinhas de uma vez e, com uma varinha, mexa bem rápido, até a massa se transformar numa bola lisa, que se solte da panela.

Retire do fogo, transfira a massa para a tigela da batedeira e deixe amornar por 10 minutos.

Ligue a batedeira, junte 1 ovo e depois outro e, por fim, acrecente o fermento - a massa ficará meio grudenta.

Aqueça o forno a 200°C e unte com margarina uma assadeira grande.

Unte com margarina e polvilhe com fubá uma xícara de chá, pegue porções de massa com a ajuda de uma colher de sopa, coloque a massa na xícara e balance-a para moldar as broinhas. Elas vão ficando arredondadas conforme vão batendo nas laterais da xícara.

Vá dispondo as bolinhas na assadeira, deixando um espaço livre entre elas, e asse as broas por cerca de 25 minutos, até estarem crescidas, sequinhas e douradas por fora.
Rende 20 broinhas.

quarta-feira, 5 de março de 2014

Salada de Frutas com Calda de Chá Verde


Uma refrescante salada de frutas com um exótico sabor oriental!

Ingredientes (4 porções)

- 1/2 melão
- 2 mangas maduras
- 12 lichias
- 1 laranja (raspas e suco)
- 1/2 xíc. de água
- 1/3 xíc. de açúcar
- 2 saquinhos de chá verde
- 2 sementes de cardamomo esmagadas

Como Fazer

Descasque e retire as sementes do melão e corte em cubos.
Descasque e corte as mangas em pedaços.
Descasque as lichias.

Coloque as frutas (manga, lichia e melão) dentro de uma tigela refratária.

Em uma panela pequena, coloque os demais ingredientes e leve ao fogo baixo.
Cozinhe mexendo sempre, por 5 minutos, ou até o açúcar dissolver-se.

Derrame a calda quente sobre as frutas, cubra com filme plástico e leve à geladeira por 1 hora, para que o sabor penetre na fruta.

Retire do refrigerador e descarte os saquinhos de chá e as sementes de cardamomo.
Sirva a salada de frutas e regue com a calda.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails