sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Tomates Recheados Assados


O clima da primavera ainda está fresquinho e dá tempo de preparar receitas de forno, que sempre ficam mais saborosas e com uma aparência divina!

Primeiro, vá até a feira ou mercado favorito e escolha tomates bem grandes e suculentos. Você vai recheá-los com feijão manteiga e um molho rico e aromático, e levá-los ao forno.

Se não tiver feijão pronto em casa, use feijão enlatado, como feijão branco, ou outro de sua preferência.

Ingredientes

- azeite de oliva
- 1 cebola média
- 3 dentes de alho
- 1 folha de louro
- 4 tomates grandes (como tomate gaúcho)
- 1 lata de tomates inteiros (picados)
- 400 g de feijões (manteiga, branco)
- 1 colher (sopa) de vinagre de vinho tinto
- 8 folhas grandes de manjericão

Como Fazer

Aqueça um pouco de azeite numa frigideira média.
Descasque e pique bem a cebola e refogue no azeite, até ficar macia e translúcida.
Descasque e corte o alho em fatias bem finas, junte à cebola, com a folha de louro e continue cozinhando por uns 5 minutos.

Corte uma tampa nos tomates e reserve. Com uma faca pequena, solte o recheio dos tomates e, usando uma colher de chá, retire as sementes e a polpa, sem romper a casca.
Disponha os tomates ‘ocos’ dentro de uma fôrma que vá ao forno.

Pique o recheio dos tomates e junte ao refogado de cebola, bem como os tomates enlatados picados. Tempere bem com sal e pimenta e deixe cozinhar por 10-15 min.

Pré-aqueça o forno a 180oC.

Misture o feijão ao recheio. Adicione o vinagre e as folhas de manjericão, rasgadas ou amassadas.
Cozinhe por mais uns minutos.

Com uma colher, recheie os tomates com a mistura.
Feche com as tampinhas cortadas previamente.
Asse por 40 minutos, até os tomates quase se desmancharem.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Mimosa (drinks clássicos)


Prepare esse coquetel clássico e finja estar na primavera em Nova Iorque, num ‘brunch’ de domingo.

Ingredientes

- 10 ml de Grand Marnier

- 20 ml de suco de laranja natural

- Champagne ou vinho espumante

Como Fazer

- Coloque o suco e o Grand Marnier numa taça de champagne. Complete com o espumante.

obs.: verifique sempre no rótulo das bebidas alcoólicas se não contém glúten!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

A Primeira Visita ao Dentista

Os especialistas recomendam que a primeira visita seja cedo, para evitar que os pequenos associem o dentista a uma má experiência.

Enfrentar coisas novas e desconhecidas, como sentar-se na cadeira de um cabeleireiro ou de um dentista, é sempre uma grande aventura para as crianças. E às vezes pode se tornar um pequeno “trauma” se não tomarmos as medidas adequadas para a situação.


Assim, para evitar lágrimas e experiências desagradáveis, os especialistas recomendam que a primeira consulta das crianças ao dentista seja o mais cedo possível. Nossos filhos devem visitar o dentista ao completar 3 anos de idade, e sempre na forma de visita rotineira, ou de “check up”, antes que surja um problema.

O primeiro contato das crianças com seu odontologista deve estar ligado a algo agradável (dentro do possível), de forma que não associem a clínica e a cadeira do dentista com uma agressão ou uma experiência negativa ou dolorosa. A partir de então, os dentistas recomendam realizar visitas periódicas: duas ao ano serão suficientes para detectar qualquer problema que as crianças possam apresentar em seus dentes de leite e que normalmente, e nessa idade, costumam ser, na maioria, as temidas cáries.

Esta é a principal patologia dental que pode aparecer durante os primeiros anos de vida, embora seja pouco provável que apareça se tivermos cuidado: normalmente, apenas as crianças com predisposição genética ou pouca higiene bucal podem começar a desenvolver cáries a partir dos 4 anos de idade.


Como combater as cáries desde quase o berço:

- Ensinar os filhos a manter hábitos de higiene corretos desde os 2 anos de idade.

- Ter uma alimentação equilibrada, com pouco açúcar e guloseimas.

- O uso habitual do flúor, que reforce desde 'pequeninos' o tecido dos dentes definitivos, cuja mineralização começa praticamente ao nascer.

Os problemas dentais podem afetar o rendimento escolar de seus filhos

Uma visita a tempo ao dentista pode evitar maiores problemas, uma vez começado o ano escolar.

Livros, cadernos, lápis, estojo… e uma escova de dentes. A higiene bucal não pode faltar na mochila dos pequenos, e é na volta às aulas que se deve dar mais ênfase ao ensino dos hábitos de higiene dental.

Para os especialistas em odontologia infantil, os problemas buco-dentais na infância podem afetar o rendimento escolar, já que limitam a capacidade de concentração e provocam a perda de horas escolares. A chave da prevenção: visitar o dentista a cada 6 meses, e seguir uma série de regras básicas, fundamentais para a higiene bucal.

1. O café da manhã é fundamental, não apenas para que as crianças (e os adultos) rendam o máximo durante o dia, mas porque uma refeição matinal saudável, seguida da escovação dos dentes, ajudará os pequenos a terem uma boa saúde bucal: estatisticamente, as crianças que comem fora de casa correm mais risco de ter cáries, ao ‘evitar’ a hora de escovar os dentes.

2. Ensinar os filhos desde pequenos a escovar os dentes três vezes ao dia, uma depois de cada refeição, é essencial para que tenham dentes saudáveis em longo prazo. Acostumá-los a realizar essa tarefa todos os dias, e de modo constante.

3. Na hora de escovar os dentes, os adultos, como em tudo, são um exemplo para as crianças. Procure escovar os dentes na frente de seus filhos, e faça desse momento uma rotina de família.


4. Para que as crianças criem um hábito de higiene diário, e que a hora da escovação não se torne algo entediante, é importante se esforçar para dar um clima divertido a este momento do dia. Uma escova de dentes com personagens de desenhos animados, ou uma pasta com sabor, podem motivar as crianças e ajudá-las a incorporar a rotina da higiene bucal ao seu dia a dia. O tamanho da escova deve ser o adequado à sua idade, e esta deve ser trocada a cada três meses, para que seja eficaz.

5. Ensinar-lhes a levar sempre um kit dental na mochila, e fazer uso dele, principalmente se comem na escola. Uma ‘necessaire’ com escova e pasta de dentes é mais que suficiente para que se acostumem a cuidar da higiene fora de casa.

6. Aprender a escovar os dentes requer tempo e prática: cuide para que seus filhos utilizem pouca pasta, e que não a comam, já que o flúor ingerido em excesso pode afetar os dentes, enquanto que na quantidade correta fortalece o esmalte.

Alimentação e os Dentes

Uma alimentação saudável é boa para todo mundo, em todos os aspectos. Cuide para que seus filhos tenham uma dieta equilibrada, consumindo os cinco grupos básicos de alimentos: laticínios, cereais, carne, peixe e frutas. Assim, garantimos não apenas o crescimento normal da criança, como o aporte de vitaminas, fósforo e cálcio diários vão resultar em ossos fortes e dentes saudáveis.

Uma das principais ameaças ao surgimento de cáries nas crianças é o abuso de alimentos com alto conteúdo de açúcar. Substitua os biscoitos e outros produtos industrializados por frutas e lanches feitos em casa.

Lamentavelmente, é normal que as crianças sofram acidentes na escola, na hora da correria do recreio, ou na prática de algum esporte. Para prevenir a possível rachadura ou perda de um dente, providencie um protetor bucal feito sob medida por seu dentista.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Frango Assado à Francesa

O frango assado é um clássico da culinária. Não são necessários muitos ingredientes para o tempero, mas é importante o processo de cozimento, para que a ave fique macia e com aquele tom dourado que dá água na boca só de olhar. Se puder, use um frango caipira, que é bem mais saboroso.


Ingredientes (4 a 6 pessoas)
  • 1 frango inteiro (1,5kg-1,8kg)
  • 60 g de manteiga (ou ¼ azeite de oliva)
  • sal e pimenta-do-reino
  • ramos de salsinha (ou estragão)
  • 3 tiras de casca de laranja
  • 1 ½ xíc. de caldo de galinha
  • 500 g de batatinhas (ou 4 batatas grandes, descascadas e cortadas em 4)
  • ½ xíc. de vinho branco

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 200oC.

Seque o interior do frango com papel toalha.
Unte a cavidade com um pouco de manteiga ou óleo e tempere com sal, pimenta, ramos de salsa (ou estragão) e a casca de laranja.

Amarre as pernas com um barbante. Esfregue toda a superfície do frango com a manteiga restante (ou óleo).

Coloque a ave dentro de uma fôrma de alumínio, com um pouco de caldo.
Junte as batatas e asse por 20 minutos.

Vire o frango, para cozinhar o outro lado, regue com caldo e vire as batatas.

Reduza a potência do forno para 180oC e deixe cozinhar por mais 50 minutos, virando e regando a cada 15 minutos, e adicionando mais caldo (ou um pouco de água) quando necessário.
Deve ter caldo apenas o suficiente para que o líquido da fôrma não queime.

Quase no final, adicione o vinho e vire o frango com o peito para cima, para que doure. Não se esqueça de virar as batatas.

Para testar se está cozido, espete um palito na coxa. O líquido que sai deve ser claro.
Retire o frango da fôrma, coloque dentro de um prato e corte fora o barbante. Enfeite com as batatas.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Ovos Cocotte


Um dos pratos mais simples e gostosos da culinária francesa. Já postei uma receita de ovos cocotte com espinafre. Essa receita é ainda mais fácil de fazer, e se quiser incrementar o prato, adicione presunto defumado cortado em fatias finas, pimenta vermelha, salsinha, etc.

Sirva como lanche, acompanhado de torradas, ou como entrada em uma refeição.

clique aqui para ver a receita passo a passo...

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Pêssegos Assados com Amêndoas


Essa receita é ideal para quem deixou alguns pêssegos ficarem maduros demais, já que eles são cozidos quase até desmancharem. É gostoso servi-los sobre um biscoito, ou como nesse caso, cobertos por amêndoas bem crocantes.

Ingredientes (3-4 porções)
- 6 pêssegos grandes
- 3 colheres (sopa) de açúcar refinado
- 4 colheres (sopa) de vinho branco

Para as amêndoas açucaradas
- 1 colheres (sopa) de manteiga
- 40 g de amêndoas flocadas
- 1 colheres (sopa) de açúcar

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 200oC.

Descasque os pêssegos, corte-os ao meio e tire as sementes.

Disponha as frutas com a parte cortada para cima, dentro de uma fôrma, e que fique uma encostada na outra.

Polvilhe o açúcar sobre os pêssegos e, por último, o vinho branco.

Asse por 25 a 30 minutos, até a fruta ficar bem macia e doce.

Enquanto a fruta estiver no forno, derreta a manteiga numa frigideira anti-aderente, junte as amêndoas e o açúcar e refogue-as até ficarem num tom dourado pálido.
Deixe as amêndoas esfriarem sobre papel manteiga untado com óleo.

Polvilhe as amêndoas torradas sobre os pêssegos e sirva.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Pimentões Recheados

Esse prato é bem versátil, pois pode ser servido como um sanduíche (o pimentão substitui o pão), como entrada, ou simplesmente acompanhando uma refeição.

Veja a receita passo a passo:
1 - Separe os ingredientes: pimentões verdes, vermelhos e amarelos (de tamanho pequeno), cebola, pepino japonês, atum em lata, maionese light, mostarda, sal e pimenta.


2 - Lave bem os pimentões. Corte os amarelos e vermelhos ao meio, na longitudinal, e retire as sementes. Pique bem 1/2 pimentão verde e 1/2 pimentão vermelho (para o recheio).

3 - Tire o atum da lata e deixe escorrer dentro de uma peneira.


4 - Pique bem 1 cebola e corte o pepino em rodelas bem finas.


5 - Dentro de uma vasilha, coloque o atum drenado, a cebola, pepino e pimentão picados e tempere com maionese, mostarda, sal e pimenta.


6 - Recheie as canoas de pimentão e sirva.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Macarones com Sorvete


Ingredientes
- 480 g de açúcar confeiteiro
- 280 g de amêndoas moídas
- 7 claras de ovo
- 1 pote de sorvete de baunilha

Como Fazer

Peneire juntos o açúcar confeiteiro e as amêndoas.
Bata muito bem as claras em neve, junte as amêndoas com açúcar, misturando do centro para fora, delicadamente.
Podem-se adicionar sabores ou cores para obter mais variedades de macarones (café solúvel, cacau ou corante).
Coloque a massa dentro de um saco pasteleiro com bico liso e largo.
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Sobre uma bandeja de alumínio, coloque um papel manteiga e comece a dar forma aos macarones, que devem ter de 7 a 8 centímetros de diâmetro.
Deixe descansar uns 10 minutos em temperatura ambiente (veja como se forma uma crosta na superfície.
Leve os macarones ao forno e baixe a temperatura a 175-180ºC, deixe a porta do forno ligeiramente aberta durante uns 18-20 minutos aproximadamente.

Acabamento do prato:
Depois de cozidos, deixe os macarones esfriarem e os recheie com o sorvete de baunilha. Sirva em seguida.
Ou recheie os macarones com cremes ou confeitos.

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Salada de Folhas Verdes e Banana

Hoje fiz essa salada deliciosa, para acompanhar um frango ao curry.
É uma salada que fica ótima com carnes brancas, como um peixe assado ou frito, por exemplo.

Veja a receita, passo a passo:

1 - Selecione folhas verdes como rúcula, alface americana, alface roxa, etc. Lave e seque bem e disponha num prato, de preferência raso.


2 - Prepare o molho da salada: 1 colher (sopa) de maionese light, 1 colher (sopa) de mostarda dijon (ou mostarda com ervas finas), 1 colher (sopa) de mel, 1 pitada de sal, pimenta-do-reino moída na hora. Misture bem esses ingredientes. Experimente e corrija de acordo com seu gosto (mais ou menos doce).


3 - Corte 2 bananas em rodelas.


4 - Tempere uma parte da salada com o molho de mostarda.


5 - Disponha as rodelas de banana sobre a salada e derrame o resto do tempero. Decore com lâminas de queijo parmesão, ou melhor ainda, com castanha de caju.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Mojito

O verão está chegando, e é tempo de preparar drinks refrescantes no churrasco de domingo.
Num vaso pequeno você pode plantar uma mudinha de hortelã - é fácil de cuidar, e é sempre bom ter esse tempero à mão, tanto para adicionar em pratos salgados (quibe, saladas), como em doces e bebidas (suco de abacaxi).

Ingredientes (para 1 dose)

- água com gás (de sifão)
- 1 colher (sopa) de açúcar
- gelo picado
- folhas de hortelã fresca
- run branco
- 1 limão
- angostura (opcional)

Como Fazer

Prepare diretamente dentro de um copo ou jarra pequena.

Coloque o açúcar no fundo do copo.
Umedeça o açúcar com o suco de ½ limão e adicione folhas de hortelã.

Macere a hortelã, para que desprenda seu aroma, mas sem rasgar as folhas.
Deixe descansar um minuto e adicione um pouco de água com gás.

Bata e adicione gelo picado, o run e mais um pouco de água com gás.

Para finalizar, adicione uma gota de angostura (optativo), misturando levemente.
Prove para ver se falta açúcar, e decore o copo com algumas folhas de hortelã.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Receita para uma vida longa e saudável

e mais...
Comer queijo ajuda a preservar e melhorar o sistema imunológico dos idosos
Sociabilidade é a Chave para uma Vida Longa


A dieta mediterrânea há muito tempo vem sendo aclamada como a receita perfeita para uma vida longa.

Pesquisadores argumentaram que os alimentos são eficientes contra uma variedade de doenças, do Alzheimer ao câncer.

No entanto, um novo estudo sugere que nem todos os ingredientes carregam os mesmos benefícios.

Os pesquisadores descobriram que comer grandes quantidades de peixe e frutos do mar, ou poucas quantidades de derivados do leite, tradicionalmente associados com a dieta, fez pouco ou nada para aumentar o tempo de vida de uma pessoa.

Entretanto, beber uma taça de vinho ao dia, com grandes quantidades de frutas, verduras e azeite de oliva, e reduzir o consumo de carne vermelha, contribui sim para uma vida mais longa.

Foi a primeira vez que identificaram que partes individuais da dieta mediterrânea podem contribuir mais para a longevidade.

Pesquisas anteriores descobriram que seguir a dieta pode proteger o cérebro contra o desenvolvimento do Alzheimer, e de outros problemas de memória.

A variedade de ingredientes também reduz as chances de desenvolver doenças do coração, e até mesmo diminui o risco de ser diagnosticado com câncer. O último estudo, que seguiu 23 mil pessoas, descobriu que aqueles que aderiram o mais próximo da dieta mediterrânea típica tinham 14% mais chance de ainda estarem vivos depois de 8 anos.

A análise sugere que os componentes dominantes da dieta mediterrânea são o consumo moderado de álcool, principalmente na forma de vinho durante as refeições, como é tradição nos países mediterrâneos, baixo consumo de carne e seus derivados, e alto consumo de hortaliças, frutas, nozes e azeite de oliva.


Beber vinho foi o mais benéfico para aumentar o tempo de vida, seguido de redução no consumo de carne e comer muitas frutas, hortaliças e nozes.

Também há um benefício claro na combinação dos componentes-chave da dieta, como por exemplo, consumir muitos vegetais com azeite de oliva.

Mas essas descobertas não significam que comer peixe traga poucos benefícios à saúde.

Estudos anteriores sugeriram que os ácidos graxos ômega 3 encontrados em peixes como o atum e o salmão podem ajudar a proteger o cérebro do envelhecimento e mesmo reduzir o risco do câncer de próstata nos homens.

Resumindo, essas descobertas levam a uma recomendação simples: “Siga ao máximo a dieta Mediterrânea por que isso reduzirá a incidência de doenças crônicas”.

leia o artigo completo...

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Bolinhos de Arroz Divertidos


Dois pratos divertidos e saborosos para servir aos pequenos no Dia da Criança - ou para transformar uma refeição simples em uma deliciosa brincadeira! (não esqueça de checar se as salsichas contém glúten, caso seu filho tenha intolerância!)

1 - Prepare uma xícara de arroz branco. Reserve. Faça um refogado bem temperadinho, com cebola, pimentão, tomates (ou um pouco de molho de tomates), sal, pimenta, páprica (ou outros ingredientes que tiver disponíveis ou preferir). Não exagere no sal!
Misture bem o arroz cozido ao refogado (mais 1 c.s. de ketchup para dar um toque adocicado). Deixe esfriar.


2 - Com o auxílio de filme plástico, faça bolinhos de arroz. Coloque os bolinhos sobre uma tábua, ou prato e enfeite com maionese e ketchup. Reserve.


3 - Um pacote de salsichas para aperitivo. Corte em 'estrela' uma das pontas de cada salsicha e cozinhe numa panela com água.


4 - Prenda os 'polvos' aos bolinhos de arroz, com palitos. Os olhinhos do polvo podem ser feitos com queijo e gergelim preto.


Ou faça um prato de arroz com refogado, decorado com rostos de pintinhos. (Se quiser fazer um prato completo, adicione atum ou carne moída ao arroz).
1 - Enfeite um prato retangular com folhas de alface e preencha com o arroz temperado. Corte um ovo cozido em fatias.


2- Decore o arroz com as fatias de ovo. Use cenoura e gergelim preto para fazer o rosto dos pintinhos, como mostra a foto.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Azeites de Oliva


Algumas curiosidades sobre o chamado ‘ouro líquido’.

Ingrediente ‘estrela’ da aplaudida dieta mediterrânea, o azeite de oliva traz benefícios à saúde, que hoje em dia ninguém se atreve a por em dúvida. É rico em vitaminas (A, D, E e K). O fruto azeitona contém sais minerais (potássio, sódio, cálcio, fósforo e ferro), vitaminas A e B e alto teor de gordura.

A extração de óleo das sementes de frutos pode ser feita por três processos diferentes:

1. Prensagem por alta pressão: consiste no esmagamento da semente ou fruto, para extrair o óleo que ele contém. Porém a alta pressão aquece o óleo, que acaba ficando com cor muito escura e sabor forte. Ex. azeite-de-dendê.

2. Pressão a frio: nesse processo o óleo não é aquecido, o que permite obter um líquido claro e de sabor suave. No entanto, o inconveniente desse método está na impossibilidade de se extrair todo o óleo que a semente ou fruto contém. Ex. azeite de oliva.


3. Solvente: os frutos ou sementes são embebidos num líquido (um tipo especial de solvente) que dissolve totalmente o óleo. Essa mistura de solvente e óleo é então submetida a um processo de evaporação, onde resta apenas o óleo puro. Ex. óleos de soja e de arroz.

Entre os azeites de oliva podemos distinguir principalmente três tipos:

1. Azeite de oliva (azeites que foram submetidos a um tratamento de refinamento);

2. Azeite de oliva virgem, obtido diretamente do fruto e apenas através de procedimentos mecânicos;

3. Azeite de oliva extra-virgem, o azeite de categoria superior, obtido também diretamente do fruto.

Assim como o vinho, os azeites variam entre si quanto ao sabor.

Isso depende do tipo de azeitonas com as quais se produz o azeite. Na Espanha, por exemplo, se cultivam mais de 260 variedades e entre as mais representativas estão: picual, hojiblanca, arbequina, cornicabra, empeltre, blanqueta, manzanilla, manzanilla cacereña, verdial, carrasqueña, lechín e gordal.


O que é a acidez do azeite?

A acidez está ligada a um dos parâmetros químicos que indica o nível de ácidos graxos livres no azeite (expresso em porcentagem de ácido oléico). Este parâmetro determina a qualidade (será maior quanto menor for a acidez).

Conservação do produto

Quanto à conservação, o recomendável é manter os azeites armazenados em local fresco, a uma temperatura média (entre 15 e 20ºC) e longe de luz direta. Mesmo assim, devem ser consumidos em poucos meses depois de sua compra, já que é quando mantêm em melhores condições sua qualidade e sabor.

Que azeite é mais indicado para cada prato?

O azeite de oliva extra-virgem é perfeito para temperar saladas, ou para acompanhar o pão.

Para refogados, frituras, pratos quentes em geral, podem ser usadas qualquer uma das variedades de azeite de oliva.

Variações caseiras do azeite

Os azeites podem ser aromatizados em casa com vários ingredientes, como manjericão, alecrim, tomilho, trufas, etc. Os azeites aromatizados também podem ser comprados prontos.

A Europa produz 75% do azeite de oliva do mundo. E dessa quantidade, a Espanha produz cerca de 40%, sendo o principal exportador internacional de azeite de oliva.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Legumes Assados

Ingredientes
  • 1 berinjela
  • 2 abobrinhas
  • 2 pimentões vermelhos, ou amarelos
  • 1 cebola roxa
  • 4 colheres (sopa) azeite de oliva
  • sal e pimenta
  • 2 colheres (sopa) suco de limão
  • Raminhos de tomilho fresco
  • 1 xícara de queijo de cabra (em pedaços)

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 200o C.

Corte a berinjela e os pimentões em cubos, a cebola em pedaços, e as abobrinhas na longitudinal e em pedaços.
Dentro de uma vasilha, misture os legumes com 3 colheres de azeite, o tomilho, e tempere com sal e pimenta-do-reino à gosto.

Passe para uma fôrma e leve ao forno.
Vá virando os legumes até ficarem macios e dourados, por cerca de 40 min.
Tire do forno e deixe esfriar por uns 15 min.

Numa tigela bata, com um garfo ou varinha, o azeite e o suco de limão, e tempere com sal e pimenta.
Junte os legumes e por fim o queijo de cabra em pedaços.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Sinal Vermelho Para os Aditivos

Corantes artificiais em alimentos foram ligados à hiperatividade em jovens, em estudos realizados na Inglaterra.

Na Austrália, uma rede de supermercados retirou de suas prateleiras produtos que contenham esses corantes, e ao menos três marcas de alimentos resolveram remover esses aditivos artificiais dos seus alimentos.

Algumas agências nacionais de controle de alimentos hesitam em proibir os corantes suspeitos (sunset yellow (E110), quinoline yellow (E104), carmoisine (E122), allura red (E129), ponceau 4R (E124), and tartrazine (E102), por não haver evidências suficientes de seus malefícios. Os corantes sintéticos estão presentes em mais de 1000 produtos disponíveis na Austrália, muitos deles destinados ao consumo infantil.
Os corantes, segundo estudo da universidade britânica de Southampton, em 2007, estão associados ao comportamento das crianças, e foram retirados dos supermercados voluntariamente, após recomendação da ‘British Food Standards Agency’.

A União Européia legislou, no mês passado, que alimentos contendo aditivos deveriam levar em suas embalagens o aviso: “Tartrazine (ou um dos outros corantes) pode ter reação adversa na atividade e atenção das crianças.”

Um relatório desse ano do Centro para Ciência de Interesse Público dos EUA, intitulado “Corantes de Alimentos: Um Arco-Íris de Riscos” (“Food Dyes: A Rainbow of Risks”), divulgou que corantes podem representar um risco de câncer, hiperatividade nas crianças e alergias, e requisitou que sejam banidos no país.

Dois terços das mães australianas notaram mudanças de comportamento em seus filhos após comerem alimentos contendo corantes artificiais e conservantes, de acordo com uma pesquisa do grupo Karitane.

As mães pesquisadas disseram que os filhos se tornaram mais agitados, hiperativos, erráticos, difíceis de acalmar e mesmo agressivos.

Uma pesquisa da Associação Dietética da Austrália descobriu que 21% das crianças com nove meses de idade são alimentadas com biscoitos e bolos, todos os dias.


A maioria das mães percebeu claramente algum tipo de ligação entre os momentos em que alimentavam seus filhos com algo que contivesse conservantes e corantes, e mudanças no comportamento. Portanto, as mudanças em seu comportamento podiam ser qualquer coisa entre muita agitação, tornar-se muito perturbado e angustiado, e difícil de acalmar. Em crianças mais velhas e pré-escolares, as mães descreveram-nos como hiperativos.

O conselho para essas mães foi o de evitar alimentos com corantes artificiais.

Muito se fala sobre os perigos da obesidade na infância, mas esses produtos químicos afetam o humor das crianças, seu comportamento, sua habilidade de se concentrar em sala de aula, e de aprender.

Na Austrália, a Nestlé já parou de usar corantes em alguns produtos.

O poder do consumidor não deveria ser subestimado. Os médicos têm prescrevido drogas para modificar o comportamento das crianças, mas em alguns casos esse comportamento é causado por suas dietas alimentares. Se as pessoas pararem de comprar produtos com corantes e conservantes, os fabricantes vão parar de usá-los.

Como no caso de alimentos alergênicos, não é banindo esses produtos que acabamos com o problema, mas sim através da rotulagem. Por lei, todos esses aditivos artificiais devem ser listados no rótulo do produto, para que saibamos se nós, ou nossos filhos, temos alguma reação ao corante, e se for o caso, que esse produto não seja mais comprado.
leia o artigo completo...

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Saúde: Exercícios em Casa

Transforme os móveis de casa em aparelhos para exercícios simples, que você pode fazer todos os dias.

Exercício 01 (na cama)
a) Deite-se na cama com o corpo reto e relaxe.
b) Lentamente, levante as pernas para trás, e estique os braços sobre o topo da cabeça.
c) Toque os dedos dos pés na cabeceira da cama e fique nessa posição fixa por 10 segundos.
d) volte à posição anterior e descanse por 30 segundo. Repita o movimento 5 vezes.


Exercício 02 (no sofá)
a) Deite-se no chão com os pés fixos na borda do sofá, as pernas abertas na largura dos ombros.
b) Levante o torso, sem tirar os ombros e braços do chão.
c) Fique nessa posição por 30 segundos, volte à posição original por 10 segundo.
d) Repita o movimento 10 vezes.

continue lendo...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Sobremesas Rápidas

Chegou o fim de semana e não sobrou tempo para preparar uma sobremesa elaborada para o almoço de domingo? Com ingredientes simples como frutas, sorvete ou biscoitos, acompanhados de pratos e talheres vistosos, você pode criar sobremesas saborosas e bonitas.

1. Sorvetes e Frutas
A) Num copo alto e largo, alterne camadas de: salada de frutas, creme de leite fresco, mousse de chocolate, uma fruta cortada em lâminas ou fatias (manga, pêssego, etc.), uma bola de sorvete de creme (abacaxi, coco), farofa de castanha.


B) Pique uma fruta (manga, abacaxi, pêssego, morangos, etc.). Num copo alto faça camadas alternadas de: fruta picada, nata, e no alto, bola de sorvete, fatias de fruta, chantilly e cerejas em calda, ou morangos frescos.

2. Frutas

Se tiver tempo, primeiro prepare uma salada de frutas. A seguir, faça um merengão (claras em neve com açúcar). Monte a sobremesa: em copos refratários coloque salada de frutas e umas 2 colheres das claras em neve com açúcar. Leve ao forno por uns 15 min.


Morangos
A) Lave bem os morangos e sirva com creme chantilly;
B) Numa taça ou copo alto, faça camadas de morangos fatiados, meregues esmigalhados, nata, e mais merengues;
C) Faça espetinhos de fatias de morango e banana e cubra com chocolate derretido.


3. Bolos
A) Bolo de chocolate simples acompanhado de creme chantilly. Sirva em pratinhos de porcelana individuais.
B) Disco de pão-de-ló, ou bolo de chocolate de padaria: cubra o bolo com creme de leite fresco (nata), enfeite com suspiros e fatias de morango.
obs.: existem várias receitas de bolos sem glúten no blog!


4. Pudins e confeitos
A) Compre pudins ou flans prontos (veja se não ocntém glúten), desenforme em pratinhos individuais, cubra com pistache picado, ou nozes, castanha-de-caju, etc. Enfeite com cerejas ou outra fruta vermelha.


B) Para as crianças: sirva bolas de sorvete e deixe os pequenos escolherem a cobertura de balas de goma, confeitos de chocolate, etc.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails