quinta-feira, 31 de maio de 2012

Vitamina Restauradora


Após um exercício físico cansativo, nada melhor do que uma vitamina cremosa e geladinha!

Ingredientes (1 copo)

- 2 laranjas
- 1 banana
- 200 g de iogurte natural desnatado
- 2 copos de gelo

Como Fazer


Descasque e pique as laranjas.
Descasque e fatie a banana.

Junte os ingredientes no copo do liquidificador e bata até ficar cremoso.

Valor nutritivo: proteínas, 15.4 g; gordura total, 0.7 g; carboidratos, 43 g; potássio, 1100 mg; calorias, 250.

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Endívias ao Forno


Esse prato é minha primeira dica para o dia dos namorados, que já está chegando! Um prato simples de preparar, mas com um toque de sofisticação. Sirva acompanhado de um bom vinho tinto.

Ingredientes

- 6 endívias
- 500 ml de molho bechamel
- 50 g de bacon picado
- 50 g de queijo gruyère ralado
- nozes
- sal e pimenta
- noz moscada

Como Fazer

Leve uma panela com água para ferver.
Escalde as endívias inteiras por cerca de 1 minuto.
Escorra e seque bem.

Disponha as endívias dentro de um prato refratário.
Regue-as com o molho bechamel, polvilhe com queijo e bacon.
Tempere com sal, pimenta e noz moscada.

Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 20 minutos, ou até o bacon ficar crocante.
Tire do forno, polvilhe as nozes picadas, e sirva em seguida.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Decoração: Aniversário de Menina


Algumas sugestões de decoração para festas de aniversário de meninas. Deixando um pouco de lado os temas dos personagens de desenhos animados, para entrar num clima mais romântico e delicado. Bem como as pequenas princesas adoram!

Clique abaixo para ver...

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Sopa de Batata e Alho-poró


Ingredientes

- 100 g de manteiga
- 3 (1 kg) alhos-poró
- 1 cebola grande
- 2 (200g) batatas
- ½ xíc. (125 ml) de creme de leite fresco
- 100 g de queijo parmesão, ralado fino
- sal e pimenta

‘Croutons’ de queijo de cabra:

- baguette (ou fatias de rosca de polvilho,
pão de queijo cortado ao meio, etc.)
- 3 colheres (chá) de mostarda Dijon
- 150 g de queijo de cabra, ou ricota
- 2 colheres (chá) de tomilho fresco
- azeite de oliva

Como Fazer

Para a Sopa:

Corte os alhos-poró, aproveitando apenas a parte branca. Corte ao meio e então em fatias finas. Corte a cebola ao meio e em fatias finas. Descasque as batatas, corte ao meio e fatie fino.

Aqueça a manteiga, numa panela grande, em fogo baixo para médio.

Junte os vegetais e uma colher (chá) de sal e cozinhe, mexendo com frequência, por 10 minutos.

Retire ¼ xíc. de alho-poró e cebolas e reserve.

Adicione 1,5 litros de água fervente e deixe cozinhar por 15 minutos, ou até a batata amaciar.

Junte o creme de leite e o queijo parmesão à sopa, e faça um purê, com um blender manual ou aos poucos, no processador de alimentos, até ficar homogêneo.

Volte a sopa à panela e tempere a gosto com sal e pimenta.

Volte a aquecer em fogo médio. Faça os croutons e sirva.

Para fazer os ‘croutons’:

Corte o baguette em 12 fatias de 1cm de espessura.
Corte o queijo em 12 rodelas.

Pré-aqueça uma grelha (calor médio).

Coloque as fatias de pão sobre a grelha e asse dos dois lados, até o pão ficar levemente dourado.

Passe um pouco de mostarda em cada fatia.
Cubra cada crouton com uma fatia de queijo e um pouco de tomilho.
Tempere com um fio de azeite e leve para grelhar por mais 2-3 minutos, ou até que o queijo estar aquecido.

Sirva a sopa coberta com o alho-poró reservado, e os croutons quentes.

sábado, 26 de maio de 2012

Limonada com Gengibre


Uma ‘gengibira’ expressa, refrescante e energética.

Ingredientes (6 copos)

- ¼ xíc. de suco de gengibre fresco
- 6 xíc. de água
- ½ xíc. de suco de limão
- ½ xíc. de xarope de bordo (ou mel)

Como Fazer


Raspe fora a casca de um pedaço grande de gengibre e rale.
Junte polpa numa bola e aperte com a mão para extrair o suco.

Ferva a água em uma panela, junte os sucos do gengibre e do limão.
Apague o fogo e deixe descansar por 20 minutos, antes de adicionar o xarope de bordo.
Leve à geladeira antes de servir.

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Crème Brulée de Chocolate Branco com Framboesas


Uma sobremesa para saborear e senti-se no céu!

Ingredientes (6 porções)

- 600 ml de creme de leite (sem soro)
- 1/2 xíc. (125 ml) de leite
- 180 g de chocolate branco*, picado
- 1 vagem de baunilha, aberta
- 6 gemas de ovo
- 1/2 xíc. (100 g) de açúcar branco
- 1 xíc. (125 g) de framboesas frescas ou congeladas

* se não encontrar o chocolate branco sem glúten, substitua pelo preto, mais fácil de encontrar nos mercados especializados.

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 180°C.
Coloque 6 forminhas refratárias (de 250 ml) dentro de uma assadeira.

Misture o creme de leite, leite, chocolate e baunilha em uma panela, sob fogo médio.
Deixe cozinhar, mexendo por 5 minutos, ou até o chocolate derreter e a mistura começar a aferventar (não deixe ferver).

Dentro de uma vasilha grande refratária, com uma varinha, bata juntos as gemas de ovo e 1/3 xíc. (70 g) do açúcar.
Derrame aos poucos o creme quente dentro do creme de ovos, sem parar de bater.
Retire as favas de baunilha.

Disponha homogeneamente as framboesas dentro das forminhas.
Derrame o creme sobre as frutas.

Derrame água fervente o suficiente dentro da assadeira, que atinja metade da altura das forminhas.
Leve ao forno para assar por 40 minutos, ou até firmar.

Retire as forminhas da assadeira e deixe descansar por 2 horas, para esfriar.
Cubra com filme plástico e leve ao refrigerador por 6 horas.

Pré-aqueça o forno (ou grelha) em fogo alto.
Polvilhe o creme das forminhas com o açúcar restante.
Asse por 2-3 minutos, ou até o açúcar caramelizar.
Sirva imediatamente.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Alimentos Saudáveis Para os Dentes


Alguns conselhos de alimentação que podem melhorar a aparência do seu sorriso

Você escova os dentes, passa o fio dental, visita o dentista regularmente... enfim, se preocupa com a sua saúde dental. Mas, talvez você não tenha pensado que uma alimentação correta também pode contribuir para a aparência saudável e bonita de seu sorriso. Cada vez que mastigamos algo, se desencadeia um processo químico no interior da boca e, em função do tipo de dieta, haverá uma repercussão na saúde geral e dental.

É verdade que temos consciência sobre a má fama dos alimentos ricos em açúcares. São os principais causadores das cáries. O motivo? Esses hidratos de carbono (açúcares) reagem com bactérias bucais para formar um ácido, que é o causador da desmineralização do esmalte dental, até produzir a tão temida cárie.

No entanto, talvez você não tenha pensado que os açúcares não se encontram apenas em chocolates ou “guloseimas”, mas também nas bebidas (como vitaminas e sucos), que também podem causar problemas porque, mesmo que não contenham açúcar, costumam ter um alto conteúdo de ácidos que desgastam os dentes. Um hábito saudável, por exemplo, é comer muitas frutas e verduras (ao menos 5 tipos ao dia), mas o consumo excessivo desses alimentos, que contêm açúcares naturais, pode causar erosão do esmalte dentário. Assim sendo, não é apenas uma questão de comer alimentos saudáveis.

Nosso ponto a favor é que é simples combater “o ataque ácido”.

O pior que você pode fazer depois de beber uma vitamina, comer uma salada ou um alimento rico em ácidos, é escovar os dentes, porque isso danifica ainda mais o esmalte. Segundo o conselho dos dentistas, devemos esperar ao menos meia hora. 

O que sim é recomendável é enxaguar a boca com água, ou beber leite, para combater essa possível desmineralização.

Algumas recomendações úteis dos especialistas (algumas podem até lhe causar espanto!) para proteger nossos dentes.

1. Beber leite e derivados (ricos em cálcio, fósforo e vitaminas A, D e B) depois das refeições, e antes da escovação.

2. Outro aliado é o chá verde (sem açúcar), rico em flúor e compostos antioxidantes.

3. Beber muita água, sem gás (pode conter ácido carbônico). As águas fluoradas estão vinculadas com a redução das cáries.

4. Mascar chiclete, sem açúcar e com xilitol (edulcorante natural procedente da casca do pinheiro), para ajudar na limpeza dos dentes e estimular a secreção de saliva, rica em compostos antibacterianos.

5. Escovar os dentes 2 vezes ao dia é suficiente, esperar ao menos 30-45 minutos depois da ingestão de alimentos.

6. Escovar os dentes antes do café da manhã, e não depois, sobretudo se costumamos beber sucos de laranja, limão ou outro suco ácido. Com isso, se cria uma “camada protetora” de flúor contra os ácidos a que nosso esmalte será exposto.

7. Coma chocolate! É muito melhor que comer caramelos ou guloseimas grudentas… Está provado que uma parte do grão de cacau contém agentes antibacterianos.

8. Coma cenouras, maças e aipo, que contêm substâncias naturais que “limpam” os dentes.

domingo, 20 de maio de 2012

Sensibilidade ao Glúten (Não Celíaca)

 
Se uma pessoa fizer o exame de sangue que detecta a doença celíaca, e o resultado sair negativo, o que fazer? Se o indivíduo apresentar sintomas que parecem estar relacionados ao consumo de glúten, é possível que ele tenha uma sensibilidade não celíaca ao glúten.
 
Pesquisas estimam que, nos EUA, 18 milhões de cidadãos apresentam esse tipo de sensibilidade não autoimune ao glúten. Isso representa seis vezes mais do que a quantidade de norte-americanos que sofre de celíase.

Os pesquisadores estão apenas começando a explorar a sensibilidade não celíaca ao glúten, mas já há algumas descobertas que podem ser compartilhadas com o público interessado.

Esse questionário foi criado para nos ajudar a entender melhor a sensibilidade não celíaca ao glúten e o que a diferencia da doença celíaca (DC), bem como da alergia ao trigo.

1. O que é sensibilidade não celíaca ao glúten?

O termo “sensibilidade não celíaca ao glúten” foi criado para descrever aqueles indivíduos que não podem tolerar o glúten e tem sintomas semelhantes àqueles com celíase, mas que não apresentam os mesmos anticorpos e dano intestinal vistos nos portadores da doença celíaca.

As primeiras pesquisas sugerem que a sensibilidade não celíaca ao glúten é uma resposta imune inata, o oposto de uma resposta imune adaptativa (como por exemplo, a autoimune) ou uma reação alérgica.

2. Mas o que é uma resposta imune inata?

Os seres humanos nascem com um sistema imune inato. Uma resposta imune inata não é um antígeno específico, significando que não é não específico ao tipo de organismo que combate.

Embora sua resposta contra os organismos invasores seja imediata, o sistema imune inato não uma memória imunológica aos mesmos organismos estranhos.

Sua resposta não é direcionada ao próprio tecido, o que resultaria na doença autoimune (como no caso da celíase).

Ao contrário da sensibilidade não celíaca ao glúten, a doença celíaca tem um antígeno específico (incluindo Anti-Transglutaminase Tecidual (Anti-tTG), Anti-Gliadina (IgA), antiendomisio (AAE), e em algumas crianças pequenas também anticorpos gliadina (IgG), que resulta no ataque do próprio tecido. Dano intestinal (enteropatia) é o resultado direto.

3. Quais são os sintomas da sensibilidade não celíaca ao glúten?

A sensibilidade não celíaca ao glúten compartilha muitos sintomas com a doença celíaca. Entretanto, de acordo com um relatório colaborativo publicado por Sapone et al. (2012), indivíduos com sensibilidade não celíaca ao glúten tem uma prevalência de sintomas extraintestinais, ou sintomas não-GI (não gastrointestinais), tais como dor de cabeça, “mente enevoada”, dores nas juntas, e dormência nas pernas, braços ou dedos. Os sintomas aparecem, comumente, horas ou dias após a ingestão do glúten, uma resposta típica de condições de imunidade inata como a sensibilidade não celíaca ao glúten.

4. Se os sintomas são tão similares, como diferenciá-la da doença celíaca?

A sensibilidade não celíaca ao glúten tem sido reconhecida clinicamente como menos severa que a DC. Não é acompanhada por “enteropatia, elevação da Anti-tTG, AAE, ou IgA, e aumento na permeabilidade da mucosa que são características da DC” (Ludvigsson et al, 2012).

Em outras palavras, indivíduos com sensibilidade não celíaca ao glúten não testariam positivo para a DC, em exames de sangue, nem tem o mesmo tipo de dano intestinal encontrado em indivíduos celíacos. Alguns indivíduos podem apresentar um dano intestinal mínimo, e isso desaparece com uma dieta livre de glúten.

As pesquisas também mostram que a sensibilidade não celíaca ao glúten não resulta no aumento da permeabilidade intestinal que é característica da DC.

Uma permeabilidade intestinal aumentada permite que toxinas, bactérias e proteínas dos alimentos não digeridas se infiltrem através da barreira intestinal e para dentro da corrente sanguínea, e pesquisas sugerem que seja uma mudança biológica precoce que vem antes do surgimento da várias doenças autoimunes.

5. A sensibilidade não celíaca ao glúten é diferente de uma alergia ao trigo?

Sim. Alergias, incluindo aquela ao trigo, estão associadas com testes positivos para IgE. O diagnóstico é feito através de testes de punctura cutânea, exames de sangue IgE específicos para trigo e teste de provocação alimentar. Indivíduos que tem sintomas relacionados ao glúten, mas testam negativo para uma alergia ao trigo podem ter sensibilidade não celíaca ao glúten.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Molhos para Fondue Bourguignon


A palavra ‘bourguignon’ faz referência a um prato tradicional da cozinha francesa, cujos ingredientes principais são a carne vermelha e o vinho (produtos emblemáticos da região da Borgonha).

Já o ‘Fondue Bourguignon’é a variação do tradicional 'fondue', em que a carne de gado crua e cortada em cubos substitui o pão, e o queijo do interior da panela é substituído por óleo quente no qual se cozinha a carne.

Um prato perfeito para um jantar informal entre familiares e amigos, que não dá muito trabalho ao ‘anfitrião’: comprar a carne (de preferência filé mignon), alguns molhos para acompanhar, e um aparato para fazer o 'fondue' em perfeito estado (para evitar possíveis queimaduras, acidentes, etc.) será tudo que vai precisar. Se você quiser preparar os molhos em casa, dá um pouco mais de trabalho, mas o resultado certamente é compensador!

www.france.com

Ingredientes Principais

- 1 kg de filé mignon, cortado em cubos
- óleo vegetal

1. Molho de Nata Ácida

Ingredientes

- 100 ml de nata (creme de leite fresco)
- 100 ml de iogurte
- 100 ml de maionese
- 1 colher (sopa) de hortelã picada
- casca de ½ limão, cortado em ‘juliana’ fina
- algumas folhinhas de hortelã

Como Fazer

Bata todos os ingredientes, exceto as folhinhas de hortelã.
Cubra com filme plástico e reserve na geladeira.

2. Mollho ‘AIioli’


Ingredientes


- 1 dente de alho picado
- 1 gema de ovo
- ½ colher (sopa) de mostarda Dijon
- 1 colher (sopa) de suco de limão
- 275 ml de óleo de girassol
- 1 colher (sopa) de cerefólio (ou salsa) picado
- sal e pimenta

Como Fazer

Misture o alho com sal e pimenta.


À parte, misture a gema com a mostarda.
Junte o óleo em fio fino, sem deixar de bater.

Incorpore este creme ao alho, regue com suco de limão e bata até obter uma mistura homogênea.

Cubra com filme plástico e reservar na geladeira.

3. Molho Béarnaise

Ingredientes


- 50 ml de vinho branco
- 50 ml de vinagre de vinho branco
- 4 gemas de ovo
- 4 grãos de pimenta-do-reino preta
- 250 g de manteiga
- 1 colher (sopa) de estragão picado
- raminhos de estragão
- 1 tomate pequeno
- sal e pimenta

Como Fazer


Derreta a manteiga e mantenha aquecida.


Em uma panela, aqueça juntos o vinho, o vinagre, os grãos de pimenta e os ramos de estragão, e deixe reduzir até obter 4 colheres (sopa) de líquido. Coe e misture com as gemas, em uma vasilha.

Coloque a vasilha em banho-maria e bata.

Incorpore a manteiga; continue mexendo até obter um creme denso e homogêneo. Reparta o molho em duas vasilhas, cubra com filme plástico e leve uma delas ao refrigerador; reserve a segunda (para o molho Choron).

4. Molho Choron


Ingredientes

- metade do molho béarnaise preparado
- 4 colheres (sopa) de molho de tomate
- ½ colher (sopa) de açúcar
- 25 g de tomates secos picados
- folhas de salsa para decorar

Como Fazer


Numa tigela de vidro (resistente ao calor) misture o molho de tomate com o açúcar e aqueça no microondas no máximo 20 segundos.

Misture com o molho béarnaise reservado.

Para decorar os molhos: Decore o alioli com cerefólio picado, o molho béarnaise com estragão, o molho de nata ácida com folhinhas de hortelã e casca de limão, e o molho Choron com os tomates secos e as folhas de salsa.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Salada de Berinjela com Tomates e Alho


Uma salada quente para servir nesses dias friozinhos de inverno.

"Há muito tempo o alho tem sido apontado como uma cura para tudo. Tem sido associado com a medicina herbária há mais de 4 mil anos, e está entre os cultivos de plantas curativas mais antigos. O número de mitos e crenças relativos a esse membro da família das cebolas é surpreendente. Sopa de alho, cozida com bastante alho, pão esfarelado, nozes e caldo, era moda na França do século XII, por suas qualidades antissépticas, e pela prevenção das tosses e resfriados."

Ingredientes (6 porções)

- 1 berinjela grande, cortada em cubos de 2cm
- óleo vegetal, para refogar
- 2 colheres (sopa) de azeite extra-virgem
- 2 talos de aipo, fatiados fino
- 1 cebola, picada
- 3 dentes de alho, bem picados
- 500 g de tomates, picados
- 2 batatas
- 2 colheres (sopa) de uvas passas
- 12 azeitonas
- 1 colher (sopa) de vinagre de vinho tinto
- 2 colheres (chá) de açúcar
- 2 colheres (sopa) de pinoles, torrados
- sal e pimenta

Como Fazer


Corte as batatas em pedaços de 2-3 cm, e cozinhe na água até ficarem macias.

Frite os cubos de berinjela em lotes (não frite tudo de uma vez), até ficarem macios e dourados, deixando escorrer em papel toalha.

Aqueça o azeite de oliva numa frigideira grande, junte o aipo, a cebola e o alho e mexa, em fogo baixo, por 5-8 minutos ou até amaciar.


Junte os tomates e as batatas cozidas e deixe cozinhar por 5 minutos.

Misture os demais ingredientes, adicione a berinjela e mexa até ficar tudo bem.

Retire do fogo e tempere a gosto.
Sirva com peixe grelhado ou frango.

Sugestão: coloque a salada sobre fatias de pão, cubra com queijo, leve ao forno para gratinar, e terá um lanche maravilhoso!

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Presentes Para a Mamãe


Domingo é o Dia das Mães, e eu estava pensando em surpreendê-la com algo diferente – fora o presente que ela já sabe que vai ganhar. Veja 10 sugestões para divertir e aquecer o coração da sua querida mamãe. Ela merece!

terça-feira, 8 de maio de 2012

A Coalhada



Quem mora no sul do país, e é de descendência alemã, certamente já saboreou uma kashmier caseira. Ou pode chegar a qualquer supermercado, na seção de laticínios, e irá encontrar o produto industrializado (com o nome de queijo quark). Sempre compro a kashmier fresquinha nas feiras de produtos orgânicos. Aliás, o segredo para fazer uma rosca de polvilho macia é exatamente a adição da kashmier (receita da vovó alemã!).

Coalhada é o nome dado ao leite que sofre transformações na sua consistência: a parte líquida (soro) separa-se da sólida, as proteínas coagulam-se e o sabor torna-se mais ácido.
A coalhada é obtida espontaneamente, pela ação dos bacilos que o leite contém, ou pelo acréscimo de fermento láctico.

Um dos tipos mais conhecidos de coalhada é o Quefir, originário da região do Cáucaso, na Ásia. O Quefir é obtido do leite integral de ovelha, cabra ou vaca, com consistência bastante líquida. Ele é mais ácido e mais rústico do que a coalhada comum. A coalhada faz parte da dieta diária nos países árabes.

A coalhada é um excelente alimento, pois preserva as propriedades nutritivas do leite e, devido às transformações que sofre, torna-se muito mais digerível que o leite puro, ou até mesmo que o iogurte. Além de ajudar a combater bactérias patogênicas no intestino, a coalhada colabora para a redução do colesterol e não tem contraindicação, a não ser para as pessoas que sofrem de intolerância à lactose.

Como preparar a coalhada

A coalhada é feita com leite fresco integral e fermento, que pode ser líquido ou em pó. Caso não queira usar fermento, um pouco de coalhada pronta (5% da quantidade total) fará o mesmo efeito.


Para preparar, adicione o fermento ao leite ligeiramente aquecido e deixe em repouso até que coalhe. Quanto mais tempo o leite ficar em repouso, mais ácida será a coalhada obtida. Depois, conserve na geladeira até o momento de consumir.

Ou prepare a coalhada seca: Coloque a coalhada fresca gelada em um saco improvisado com um pano de prato e depois pendure-o por algumas horas para que o soro escorra e a coalhada se concentre. Dois litros de leite rendem uma xícara.

A coalhada é ideal para refeições rápidas, e pode ser servida no café da manhã – sobre o pão, ou com mel - ou no acompanhamento de lanches. Também pode ser usada no preparo de diversos pratos. Dá maciez e sabor à massa de bolos, pães e pizzas.

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Escondidinho de Purê de Cenoura


Ingredientes

- 500 g de carne moída
- ½ cebola picada
- 1 sachê de molho de tomate
- 1 colher (sopa) de açúcar
- 250 g de cenouras
- 200 g de purê de batata
- óleo ou azeite de oliva
- 1 colher (sopa) de orégano
- sal e pimenta-do-reino preta
- salsa picada

Como Fazer

Cozinhe as batatas e faça um purê simples. Reserve.

Cozinhe as cenouras no vapor, até ficarem bem macias, passe para um prato e amasse com um garfo, formando um purê. Reserve.

Em uma frigideira, aqueça um pouco de azeite e doure a cebola, em fogo baixo.

Junte a carne moída e refogue bem, temperando com sal, pimenta e orégano.

Em outra panela, aqueça o molho de tomates, em fogo médio.
Acrescente a colher de açúcar e 1 pitada de sal; deixe que se dissolva bem.

Junte o molho de tomates à carne.

Passe a mistura para uma travessa alta.

Com uma espátula, espalhe o purê de batatas sobre a carne.

Faça uma segunda camada com o purê de cenouras.

Se preferir, mescle os dois purês e faça uma camada única.

Enfeite com salsinha picada e sirva.

Dica: polvilhe queijo ralado e leve ao forno para gratinar levemente.

domingo, 6 de maio de 2012

Sangria de Pêssego


Uma refrescante sangria para ser servida como sobremesa.

Ingredientes

- ½ xíc. de suco de laranja fresco
- 250 ml de vinho tinto
- 2 colheres (sopa) de açúcar
- 2 colheres (sopa) de Grand Marnier
- 1 pau de canela
- 8 grãos inteiros de pimenta-do-reino preta
- 2 limões
- 2 pêssegos amarelos
- 2 pêssegos brancos
- 4 damascos
- 2 nectarinas brancas
- 2 nectarinas brancas
- ½ xíc. de folhas de hortelã

Como Fazer


Despeje o suco de laranja dentro de uma vasilha grande.

Junte vinho, açúcar, Grand Marnier, canela e pimentas.

Descasque tiras finas dos limões, cuidando para não pegar a parte branca.
Junte as cascas ao líquido, e misture bem.

Descasque as demais frutas e corte em gomos, adicionando ao líquido, junto com as folhas de hortelã.

Misture bem e cubra a vasilha com filme plástico.
Leve à geladeira por 2 horas.
 
Quando estiver pronto, sirva em taças, como sobremesa (só para os adultos!).

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Salada Asiática de Frango


Sabe aquele frango assado servido no domingo? Aproveite as sobras para preparar essa salada gostosa, para o almoço no trabalho.

Ingredientes (4 porções)

- 3 xíc. de frango assado desfiado
- 1 cenoura, cortada em tiras finas
- 3 xíc. de couve chinesa, ralada
- 1 pepino fatiado
- ½ cebola vermelha fatiada
- ½ xíc. de coentro fresco picado
- 1/3 de hortelã picada
- ¼ xíc. de amendoim sem sal, picado

Para o molho:
- 1 ½ colher (sopa) de molho de peixe, ou soja
- 2 ½ colheres (sopa) de suco de limão
- 2 colheres (sopa) de molho de chilli doce
- 1 colher (sopa) de água

Como Fazer

Prepare o molho, misturando todos os ingredientes numa vasilha pequena.

Derrame o molho sobre o frango desfiado e deixe marinar por 5 minutos.

Numa tigela grande coloque a cenoura, a couve, o pepino, a cebola, e as ervas frescas. Misture bem e reserve.

Junte o frango e misture para que o molho envolva os legumes.

Sirva as porções individuais e polvilhe o amendoim (ou nozes, castanhas, pistaches, etc.).

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails