sexta-feira, 31 de julho de 2009

Programas de Culinária na TV


Meu programa de culinária favorito é o “Lanz Kocht”, do canal DWTV (cabo). Seu formato é diferente de qualquer outro programa apresentado até hoje, seja na TV aberta ou no cabo.

Existem duas fórmulas de programa atualmente na TV, e que já estão ficando desgastados e chatos. Um é o do chef estrela, que é simpático e faz pratos deliciosos e não muito complexos, mas que omite a receita completa, para que você compre o livro e o DVD.

Outro é o “reality show”, menos interessado na gastronomia, e mais nos bastidores obscuros dos restaurantes três estrelas. Sinceramente, não vejo graça em ver um chef chicoteando o lombo dos empregados (embora alguns sejam tão estúpidos, que até mereçam umas palmadinhas).

Brincadeiras à parte, o objetivo de um bom programa de culinária deveria ser despertar a vontade de cozinhar. Descobrir novos ingredientes, novos sabores, novas culturas, enfim, dar água na boca!

Na homepage do programa você encontra vídeos dos shows antigos, e todas as receitas para download.
Link: http://lanzkocht.zdf.de/
Link 2: http://tinyurl.com/lufey4

Outro programa de culinária que acho super divertido é o Iron Chef (versão japonesa), e que, apesar do formato reality show, é bem dinâmico. Pena que raramente consigo assistir por causa do horário. Mas imagino que dê para ver online.
Link: http://br.canalsony.com/shows/iron-chef
Link 2: http://www.fineliving.com/fine/iron_chef_japan/
Link 3: http://tinyurl.com/5uc88j

Na TV5 (TV francesa) também tem programas ótimos, como “DESTINATIONS GOUTS” apresentado pelo simpático Patrice Carmouze, que faz um tour pela gastronomia francesa, das plantações de legumes e das feiras de rua, até os restaurantes mais badalados, onde entrevista os chefs e gastrônomos, sempre com bom humor. Adorei um programa em que o apresentador do programa “Les Escapades de..." Jean-Luc Petitrenaud levou um grupo para um picnic no campo. Nada como um francês para organizar um picnic perfeito!
TV5, segundas-feiras, 11 a.m.
Click: DESTINATIONS GOUTS (http://tinyurl.com/nvkt59)

Outros programas de gastronomia da tv5:
LES ESCAPADES DE PETITRENAUD ( http://tinyurl.com/lr93l4)
LES CHEFS CUISINIERS (http://tinyurl.com/l4qkrj)
ESCAPADE GOURMANDE (http://tinyurl.com/n2wpt6)
A LA DI STASIO (http://tinyurl.com/l9qm43)

Doces: Carmen Miranda

Com esse frio absurdo que está fazendo no RS, só se pensa em duas coisas boas: dormir e comer (comer muito!). A dieta para o verão vai ser rigorosa!


Vi hoje essa receita de doce e achei apetitosa, e o melhor, não tem glúten!


Dica de sobremesa, publicada no jornal Zero Hora:

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Acompanhamentos: Berinjela

Salada de Berinjela


Ingredientes
- 3 berinjelas (médias)
- 1 cebolinha verde picada
- 2 dentes de alho
- 2 1/2 colheres (sopa) de shoyu
- 1/2 c.s. de sementes de gergelim torrado
- 1/2 c.s. de óleo de gergelim
- pimenta à gosto


Lave, seque e corte as berinjelas em 3 partes, e depois cada parte ao meio, no sentido do comprimento.
Coloque duas xícaras de água numa panela de vapor, e disponha as berinjelas. Deixe ferver por 15 min. em fogo alto.
Tire a berinjela da panela e coloque dentro de uma tigela funda, e espere amornar.
Assim que amornar, drene o líquido do fundo da tigela.
Como os dedos, corte os pedaços em tiras (no comprimento).
Adicione os temperos: o alho picado, a cebolinha, o óleo de gergelim, as sementes de gergelim, o shoyu e a pimenta. Misture bem.
Sirva como acompanhamento de arroz e carnes.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Suflê Cítrico

Todas as precauções a seguir para aqueles que tem intolerância ao glúten
Na revista "Prevenir" ed. online, leia:
http://bit.ly/9wHVGS


Receita de Suflê Cítrico: http://bit.ly/bHL401

domingo, 26 de julho de 2009

Arroz Rápido com Camarão e Curry

dica: se você preferir usar o arroz arbóreo, vá adicionando o caldo aos poucos, e mexendo para não grudar no fundo da panela.


Ingredientes
- azeite de oliva
- 500 g de arroz branco
- 500 ml de caldo de galinha
- 2 cebolinhas
- 1 colher (de café) de curry em pó
- 300 g de camarão congelado
- 2 maçãs Golden
- 250 ml de nata (creme de leite fresco)
- sal


Pique a cebolinha e, na panela de fazer arroz, refogue em azeite de oliva.
Descasque as maçãs e corte em cubinhos de 1 cm.
Junte na panela, refogue um pouco e adicione o curry.
Junte o caldo de galinha e, quando começar a ferver, junte o arroz e o camarão.
Quando estiver quase pronto, junte a nata.
Cozinhe mais um pouco, retifique o sal, se necessário e junte um pouco de salsinha picada.Sirva em pratos de sopa, ou bowls.

Comer peixe é bom para o cérebro!


Muitos estudos têm sugerido que uma dieta rica em peixe é boa para o coração.
Agora surgiram novas evidências de que tal dieta pode prevenir também a demência.

Num estudo aprofundado, abrangendo populações adultas da Ásia e América Latina, chegou-se à conclusão de que o consumo regular de peixe previne a demência.

Quanto mais peixe nós comermos, menor será o risco de ter esse tipo de doença degenerativa.

Esse estudo, (ver “The American Journal of Clinical Nutrition”, autor: Dr. Emiliano Albanese) que incluiu 15.000 pessoas com idades acima de 65 anos na China, Índia, Cuba, Venezuela, México, Peru e República Dominicana, concluiu que aqueles que comem peixe alguns dias da semana têm cerca de 20 por cento menos de chance de desenvolver demência do que os que nunca comem essa carne.

Há um efeito gradual, ou seja, quanto mais peixe comermos, menor a probabilidade de desenvolver a doença.

O oposto exato se aplica para a carne vermelha. Quanto mais comermos carne, mais provavelmente sofreremos de demência. Outros estudos mostraram que a carne vermelha em particular pode ser ruim para o cérebro.

O peixe, e especialmente o óleo de peixe, pode nos proteger da demência por ser rico em ômega-3 (ácidos graxos poliinsaturados de cadeia longa).

O ômega-3 pode trazer vários benefícios à saúde, entre eles suas propriedades anti-inflamatórias. Estudos em animais demonstraram que o ômega-3 reduz o desenvolvimento das placas artereoscleróticas, e pode também prevenir o acúmulo das placas amilóides no cérebro, características da doença de Alzheimer.

Para ler o artigo completo:
http://nyti.ms/18zUb6
Para ler mais sobre a doença de Alzheimer:
http://nyti.ms/9EGW

Brócolis em Conserva

Ingredientes
1 molho de brócolis (cerca de 700 g)
Sal, açúcar, vinagre de arroz e água.

Primeiro faça o molho da conserva:
Numa panela, junte 5 xíc. de água, ½ xíc. de sal, ¼ xíc. de açúcar e ½ xíc. de vinagre. Leve ao fogo baixo e deixe ferver.

Limpe o brócolis, cortando fora as folhas e as partes duras. Corte em pedaços pequenos. Lave seque bem, colocando o brócolis sobre uma peneira de metal, apoiada sobre uma vasilha funda.

Quando o líquido tiver fervido, derrame aos poucos sobre o brócolis (o líquido cairá dentro da vasilha).
Leve o brócolis para um choque térmico numa vasilha com água gelada, para manter sua cor verde-vivo. Tire da água em seguida.

Coloque o vegetal dentro de um pote de vidro (bem lavado e esterilizado) e junte o líquido da conserva assim que esfriar. Feche bem e mantenha na geladeira.

Acompanhamentos: OVOS


Rolinho de Omelete
Tipo: culinária coreana (Gyeranmalyee)

Ingredientes
- 3 ovos grandes
- ½ c.s. de sal
- 1 pitada de açúcar
- ½ cebola média picada
- pimenta-do-reino
- óleo para fritar

Quebre os ovos numa vasilha funda.
Bata os ovos com o sal, o açúcar, a pimenta e a cebola picadinha.
Aqueça (fogo médio) uma frigideira anti-aderente e espalhe um pouco de óleo vegetal.
Derrame 1/3 do ovo batido na frigideira e espalhe homogeneamente, girando lentamente a panela.
Quando estiver cozido, levanter o lado direito da borda do omelet e enrole com uma spatula, da direita para a esquerda.
Repita esse passo umas 4 ou 5 vezes, até os ovos secarem bem.
Dica: para fazer um rolinho bem amarelinho, baixe bem o fogo e cozinhe lentamente.
Faça o rolo numa forma retangular, cozinhando bem os 4 lados.
Quando o omelete esfriar, corte em em pedaços menores (como um sushi!).

Sirva com arroz.

Ovos no vapor
Tipo: culinária coreana (Gye gran jjim)
Esses ovos você pode fazer no microondas, ou junto com o arroz.

Ingredientes
- 3 ovos
- ½ xíc. de água
- 3 c.s. de molho de camarão (“sae woo jeot” em coreano) ou caldo de peixe (hondashi)
- 2 cebolinhas

Numa vasilha de microondas, quebre os ovos e junte a água, o sal, o molho e a cebolinha picada, misturando com um garfo.
Leve ao microondas e cozinhe por 5 minutos. Sirva com arroz.
Como eu não uso microondas, faço ao vapor assim: numa vasilha grande, coloque 3-4 xíc. de água e coloque dentro a vasilha com a mistura de ovos no centro.
Cubra a vasilha e cozinhe em fogo médio por cerca de 15 min.
Ou ainda, aproveite o calor do cozimento do arroz: quando estiver quase pronto, derrame o mix de ovos sobre o arroz, baixe bem o fogo, tampe e deixe cozinhar.

Ovos no vapor apimentados
Tipo: culinária coreana (Mae woon gyeran jjim)

Ingredientes
- 3 ovos
- 1/2 xíc. de água
- 1 ½ c.s. de molho de soja
- 2 c.s. de pimenta em flocos
- ½ c.s. de sementes de gergelim torradas (em pó)
- 3 cebolinhas picadas

Numa vasilha de microondas, quebre os ovos e junte a água, o molho de soja, a pimenta, a cebolinha picada e o gergelim, misturando com um garfo.
Leve ao microondas e cozinhe por 5 minutos.
Tempere com algumas gotas de oleo de gergelim antes de servir.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Bolo de Milho com Recheio de Geléia

Ingredientes
- 100 g de manteiga (sem sal)
- 200 g de farinha de arroz
- 3 ovos
- 200 g de açúcar
- 100 g de farinha de milho
- 2 colheres de sopa de maisena
- 1 colher de sobremesa de fermento em pó
- 200 ml de leite
- Geléia de morango, ou frutas vermelhas
- 2 colheres de sopa de vinho do Porto doce
- açúcar confeiteiro


Como fazer
Aqueça o forno a 180°C.
Unte com margarina uma fôrma de 28- 30cm de diâmetro sem buraco e polvilhe-a com farinha de arroz, ou polvilho.
Bata a manteiga até ficar cremosa. Junte os ovos um a um.
Em seguida, adicione o açúcar e bata novamente.
Misture alternadamente as farinhas e o fermento peneirados e o leite, batendo na velocidade mínima.
Leve à fôrma e leve ao forno aquecido durante cerca de 40 minutos.
Desenforme e deixe esfriar.
Corte o bolo ao meio com uma faca de lâmina comprida, evitando incliná-la.
Vire a metade de cima do bolo para uma folha de papel vegetal, mas sem a girar para que possa voltar a colocá-la na mesma posição.
Numa tigela pequena, misture o doce com o vinho do Porto e recheie o bolo usando uma espátula. Volte a colocar a metade de cima e polvilhe com o açúcar confeiteiro.

Sopa Vietnamita

Um prato quente para esse inverno rigoroso. Inspirado na culinária asiática.


Ingredientes
- 125 g de macarrão de arroz (bifum)
- 2 pimentas frescas
- 3 peitos de frango
- 1,2 l de caldo de galinha
- 125 g de leite de coco
- Suco de 1 limão
- Mistura de ervas aromáticas, incluindo hortelã
- 2 colheres (de sopa) de óleo de amendoim
- 1 pedaço (5 cm) de gengibre fresco, finamente picado
- 3 dentes de alho, finamente picados
- 250 g de brotos de bambu
- 125 g de camarão cozido
- ½ xíc. de folhas de coentros
- Sal


Como fazer
Prepare o macarrão e reserve.
Tire as sementes da pimenta e corte em tirinhas finas.
Corte os filés do peito de frango em fatias finas no sentido da largura.
Numa panela grande, ferva o caldo de galinha, junte o leite de coco e mexa até dissolver. Junte o suco de limão.
Enquanto isso, misture as ervas aromáticas e ponha-as numa vasilha ou em 4 bowls.
Numa frigideira grande e funda ou numa wok, aqueça o óleo de amendoim em fogo médio e salteie o gengibre e o alho picados e as fatias de frango durante 2 minutos, mexendo sempre.
Junte a pimenta e os brotos.
Mexa por 1-2 minutos.
Regue com a mistura do caldo e do leite de coco e, por fim, junte a massa cozida.
Quando começar a ferver, retire a frigideira do fogo e adicione o camarão cozido.
Se for necessário, adicione sal.
Pique grosseiramente as folhas de coentros e junte-as à sopa.
Transfira a sopa quente para uma vasilha, ou para bowls individuais.
Coloque um pratinho de ervas aromáticas frescas, sobretudo hortelã, na mesa para que cada um possa misturá-las na sopa, a gosto.

sábado, 18 de julho de 2009

O Colesterol: bom X ruim


O colesterol é uma substância necessária ao bom funcionamento de vários sistemas de nosso organismo, mas seu excesso representa um risco à saúde quando se acumula nas artérias, favorecendo o surgimento das chamadas "placas de ateroma", que são a origem das doenças cardiovasculares.

Existem duas fontes de colesterol, sendo que a principal é o colesterol produzido naturalmente por nosso organismo e a fonte adicional é o que se consome através dos alimentos. A hipercolesterinemia (o aumento do colesterol no sangue) pode ter origem genética, mas sua causa principal é uma dieta errada.

O risco aterogênico do colesterol elevado aumenta com a hipertensão, o tabagismo e pouco exercício físico.

As gorduras presentes nos alimentos ajudam a regular o colesterol no sangue.

Como saber quais gorduras são benéficas e quais são “vilãs” para nossa saúde?

Primeiramente temos de dar prioridade às gorduras insaturadas sobre as saturadas. Para isso, temos de saber quais estão presentes em que grupos de alimentos.
Em segundo lugar, as gorduras saturadas não precisam ser totalmente banidas da dieta, mas o abuso dessas substâncias deve ser evitado.

Muitas vezes nos perdemos ante tantos termos técnicos, e fica difícil decidir que produto levar na hora da compra.

Que alimentos devemos priorizar e que são ricos em gorduras insaturadas (que ajudam a manter regulados os níveis de colesterol em nosso organismo)?
As gorduras insaturadas são divididas em dois grupos: monoinsaturadas e poli-insaturadas.

As monoinsaturadas, presentes nas azeitonas, nas frutas secas, no abacate e todos os azeites derivados desses alimentos.

As poli-insaturadas Ômega 3, presentes em peixes como o salmão, a truta e o arenque, nas nozes, na soja, linho e seus óleos.

As poli-insaturadas Ômega 6, encontradas nas sementes de girassol, gergelim, soja, milho e seus óleos.


Os alimentos ricos em gorduras saturadas, que devemos evitar, na medida do possível são: manteiga, queijo, carne e seus derivados industrializados (salsichas, hambúrguer, etc.), leite e iogurte integrais, margarina, óleo de coco e de palma, entre outros.



A gordura "trans" - depois que surgiu o alerta mundial sobre os perigos da gordura chamada "trans", e os governos começaram a proibir seu uso nos alimentos industrializados, parece que a tal gordura desapareceu do mercado. Quase todos os fabricantes trataram de alardear que seus produtos não contém gordura trans. Acontece que muitos à substituiram por outras gorduras não menos nocivas, como o óleo de palma, por exemplo. Portanto é bom tomar cuidado na hora das compras!
  

Batatas Douradas

Batatas fritas são um dos pratos mais adorados pelas crianças. Mas para nós adultos, é difícil não sentir uma certa culpa depois de consumir tanta gordura saturada. Essa receita de batatas fica uma delícia, e é bem mais saudável.

Batatas Douradas

- Descasque as batatas e corte em pedaços grandes (ou na forma tradicional, em palitos)

- Mergulhe a batata em água fervente (salgada), por 4 a 5 minutos (depende da qualidade da batata), escorra e deixe amornar. Em seguida risque os lados com um garfo e disponha numa fôrma.

Tempere com sal e unte-as com azeite de oliva extra-virgem.

Leve as batatas ao forno por 45 minutos a 180º C, virando-as duas ou três vezes, untando-as bem no azeite.

As batatas ficam com uma bonita cor, dourada por fora e bem cozidas por dentro.

Molho de Chocolate

(para recheios e coberturas)
Fazer um molho ou calda para acompanhar uma sobremesa (frutas, sorvetes) ou para rechear uma torta, é muito fácil. E você pode acrescentar vários ingredientes para dar um toque especial à receita.

Molho de chocolate tradicional: 1 barra de chocolate meio amargo, 1 colher de sopa de manteiga (ou leite ou creme de leite – quente).
Basta derreter o chocolate em banho-maria, e adicionar os demais ingredientes.

Variações – adicione um dos seguintes ingredientes, conforme o prato que for fazer, a combinação pode ser escolhida entre:
- Pimenta-do-reino moída.
- Gengibre em pó.

Infusão de leite ou nata, com:
-Sementes de Cardamomo ou
- Baunilha ou
- Pimenta jamaicana ou
- Casca de laranja ou
- Pau de Canela.

Cucumber Sandwich

Os ingleses tem vários pratos tradicionais, mas um que sempre aparece nos filmes ou é mencionado nos romances, é o sanduiche de pepino, ou “cucumber sandwich”. Pelo que li a respeito, cada família tem sua receita especial. Sempre tive curiosidade de experimentar esse sanduiche, e achei duas receitas bacanas:
Obs.: monte o sanduiche aberto, ou faça mini-sanduiches!


Sanduíche de Pepino e Menta

- ¼ de xíc. de folhas de hortelã picadas
- 2 colheres de sopa de manteiga (sem sal)
- 2 colheres de sopa de cream cheese
- 6 fatias de pão (sem glúten)
- 1 pepino pequeno em fatias

Sanduíche de Pepino
- 1 pepino médio
- 1/2 xíc. de vinagre de maçã
- 1 xíc. de água
- 250 g de cream cheese
- 1/4 xíc. de maionese
- 1/4 colher de chá de alho em pó
- 1/4 colher de chá de cebola picada com sal
- 1 pitada de páprica
- 1 pão de forma em fatias (sem glúten)


Já a receita tradicional da minha família leva o pepino em conserva – é simples:
Sanduíche de pepino em conserva
- Pique bem os seguintes ingredientes: pepino em conserva, queijo lanche (ou minas) e presunto (de sua preferência).
Pode adicionar um pouco de azeitonas, mas cuidado para não ficar muito salgado!
Misture tudo com maionese (o suficiente para ficar úmido, mas não empapado) e 1 colher de chá de mostarda.
Fica bom adicionar outros ingredientes como salsinha e cebolinha, mas sem exagero – quanto mais básico melhor!

Salada de Alface


(com kani-kama e vinagrete de laranja)

Ingredientes (2 porções)
- 6 folhas de alface americana
- 2 a 3 palitos de kani congelados
Para a vinagrete
- sal, pimenta, suco de laranja e mostarda

Descongele o kani a temperatura ambiente e corte em rodelas. Disponha numa vasilha as folhas de alfaces cortadas com as mãos e o kani. Faça o vinagrete de laranja e tempere a salada na hora de servir.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

A Hora do Chá

O Livro do Chá, de Kakuzo Okakura.
O autor nos mostra que o chá, mais que uma bebida tradicional, é parte essencial da cultura do Japão. A cerimônia do chá representa a vida em toda sua pureza, harmonia e equilíbrio.

Trecho do livro:

The Cup of Humanity
"Tea began as a medicine and grew into a beverage. In China, in the eighth century, it entered the realm of poetry as one of the polite amusements. The fifteenth century saw Japan ennoble it into a religion of aestheticism--Teaism. Teaism is a cult founded on the adoration of the beautiful among the sordid facts of everyday existence. It inculcates purity and harmony, the mystery of mutual charity, the romanticism of the social order. It is essentially a worship of the Imperfect, as it is a tender attempt to accomplish something possible in this impossible thing we know as life."

 
Faça download de "The Book of Tea", no site Project Gutenberg:
http://www.gutenberg.org/etext/769

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Como fazer da alimentação uma aliada contra a celulite


As células adipócitas têm a função de armazenar a gordura no organismo. Mas não por pura maldade, para nos aterrorizar com os pneuzinhos e a celulite.

A gordura é acumulada para que o organismo possa utilizá-la quando necessitar de energia extra.

O problema é quando essa energia, ou seja os açúcares não queimados são transformados em gordura e acumulados em excesso.

A cada final de semana que passamos sentados no sofá nos entupindo de pipoca e refri, essa “energia” que não é gasta se converte naquelas gordurinhas indesejadas.
Uma bela caminhada não custa nada, só um pouquinho da sola do tênis. Já os tratamentos estéticos... Mas não adianta ter carteirinha da academia mais cara da cidade, e não seguir uma dieta equilibrada.

Os cremes anti-celulite são ótimos para deixar a pele bem lisinha e perfumada, mas a celulite não desaparece por milagre.

Se a alimentação também não faz milagres, ao menos ajuda a manter o equilíbrio do organismo. Os benefícios? Pele mais firme, e claro, melhor qualidade de vida.

Alimentos que devemos limitar no cardápio do dia-a-dia:
- as refeições congeladas, industrializadas, que são ricas em conservantes e sódio.
- os cereais refinados, a batata (principalmente frita) e o pão branco.
- o açúcar refinado presente nos doces, tortas, nos refrigerantes e sucos industrializados.
- os alimentos que contêm gorduras saturadas: manteiga, queijo amarelo, carnes e derivados (salsichas, hambúrguer), leite e iogurtes integrais, pastéis, margarina, gordura hidrogenada, azeite de coco e azeite de palma, entre outros.

Alimentos que devem fazer parte de uma alimentação saudável:
- a chamada vitamina P que se encontra nas frutas vermelhas.
- a vitamina E é um antioxidante que se encontra nas frutas secas, no abacate e nos ovos.
- os famosos Ômega 3, presentes nos peixes de águas frias, como o salmão, a truta, o atum e o arenque (cozinhá-los de preferência no vapor ou grelhados). Também as nozes, a soja, o linho e seus respectivos óleos.
- os legumes, como as lentilhas ou o feijão.
- os minerais, como o selênio, o zinco e o silício, que são anti-oxidantes potentes que atuam diretamente no colágeno.
- os alimentos frescos, tanto frutas como verduras.
- alimentos integrais como o arroz, o pão e as massas.
- água natural, água mineral, refrescos sem açúcar, sucos naturais, vinhos (1 cálice por dia), café (até 3 xícaras), chás e infusões.


Você sabia? Um prato de bisteca (100 g) com batatas fritas equivale caloricamente a uma refeição que inclui uma posta (200 g) de atum grelhado com batatas ao forno, brócolis, tomates assados, e uma salada de alface e rúcula.

Cuca de Farinha de Milho

Mais uma receita de cuca, que fiz essa semana. Dá para variar com outras frutas, ou cobrir apenas com a farofa.

Ingredientes
Para a massa
- 3 ovos
- 1 ½ xíc. de açúcar
- 1 tablete de margarina culinária
- 1 xíc. de leite
- 1 xíc. de farinha de mandioca (fina)
- 2 xíc. de farinha de milho (fina)
- 1 c.s. de fermento químico
- 1 pitada de sal
1 c.s. de raspas de limão
- canela em pó
Para a cobertura
- 2 a 3 bananas caturra
- 2 maçãs
Para a farofa
- 1 xíc. de farinha de arroz
- 1 xíc. de açúcar mascavo
- ½ xíc. de margarina gelada

Como fazer
Faça a farofa: misture a margarina com o açúcar, junte a farinha e misture com as mãos, até formar uma farofa. Reserve.
Numa tigela funda bata (à mão ou batedeira) os ovos com a margarina derretida, junte o açúcar, o leite e o sal.
Adicione as farinhas, o fermento e as raspas de limão, misturando bem.
Despeje a massa numa forma retangular grande (untada e enfarinhada) e cubra com fatias de banana e maçã, intercaladas, e polvilhe com canela em pó.
Cubra tudo com a farofa e leve ao forno pré-aquecido à 220ºC, por cerca de 40 min.

domingo, 5 de julho de 2009

Dicas para uma alimentação saudável


Para manter o colesterol baixo e os níveis de açúcar no sangue estáveis: polvilhar meia colherinha de canela no café, uma vez ao dia.

O pão integral contém quatro vezes mais fibras, três vezes mais zinco e quase duas vezes mais ferro que o pão branco. Para os celíacos, que fazem o pão sem glúten em casa, é bom adicionar alguns tipos de fibras, como farinha de linhaça, farelo de arroz, sementes de gergelim, etc.


Mastigar bem as verduras e legumes libera sinigrina, que é um anticancerígeno e quanto menos se cozinhar esses alimentos maior será o efeito preventivo.


O abacaxi contém bromalina, uma enzima que destrói as gorduras e ativa a digestão.


Aftas: faça bochechos de chá verde e aplique os saquinhos do chá sobre as aftas. O chá verde contém taninos, que regeneram os tecidos.


Unhas fracas: consuma mais alimentos que contenham betacarotenos, como a cenoura, o pimentão vermelho e o tomate.

Molho de Tomates Caseiro



Tem coisa melhor que um molho de tomates feito em casa?

Um molho pronto é super útil para preparar um prato rápido, mas ninguém conseguiu – ainda - produzir um molho industrializado que se compare a um feito da maneira tradicional, com ingredientes frescos, deixando o fogo lento para que os sabores sejam incorporados ao líquido.

Um molho de tomates pode acompanhar vários pratos, como massas, peixes, carne moída, ovos, etc.

Quem sabe preparar um bom molho, pode se gabar para os amigos e familiares!

Molho Clássico

Ingredientes

- 1 kg de tomates frescos ou uma lata de tomates inteiros e sem pele
- 1 cebola
- 1 folha de louro
- 1 colher (chá) de açúcar
- azeite de oliva extra-virgem
- sal e pimenta

Em uma panela, cubra o fundo com azeite de oliva, refogue a cebola picada bem pequeno.
É importante que fique bem dourada para que transfira todo seu aroma para o molho.
Junte o tomate sem pele e picado, o louro, o sal e a pimenta a gosto.
Se quiser um molho sem pedaços, triture e passe por um coador.
Para variar o aroma, adicione um desses ingredientes: vinho tinto, orégano, manjericão, alho, alcaparras, ou aipo.

Molho Aromático

Ingredientes

- 1/2 ramo de cebolinha
- 1 kg de tomates frescos
- folhas de manjericão
- 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
- sal e pimenta

Cortar a cebolinha fininho e refogar numa panela com azeite, até amaciar, sem dourar.
Juntar o tomate sem pele e picado em cubinhos e cozinhar em fogo brando por uns 10 minutos.
Temperar com sal e pimenta e adicionar o manjericão picado.
Fica um molho suave e aromático, rápido de fazer, perfeita para uma massa, peixe grelhado, etc.
 
Técnicas culinárias - como pelar tomates: http://bit.ly/9JayNs

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails