segunda-feira, 30 de junho de 2014

Bolo de Polvilho


Esta deliciosa rosca de polvilho ‘enformada’ serve de acompanhamento tanto de doces como de salgados. Uma sugestão é servir com a terrine de carne (ver receita logo abaixo).

Ingredientes (8 porções)

- 3 ovos
- 1 pitada de sal
- ¾ xíc. de óleo vegetal
- ¼ xíc. de água
- ½ xíc. de queijo parmesão ralado
- 2 xíc. de polvilho doce

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 200ºC.

Coloque no copo do liquidificador os ingredientes e bata até misturar bem.

Despeje a massa dentro de uma fôrma de anel de 24 cm de diâmetro (sem untar).

Leve ao forno por 30 minutos, ou até dourar levemente.
Desenforme, deixe esfriar e sirva.

domingo, 29 de junho de 2014

Maçã do Amor


Ingredientes

- 6 maçãs
- 2 xíc. de açúcar
- ½ xíc. de glucose de milho
- 1 colher (chá) de anilina vermelha

Como Fazer

Passe álcool nas maçãs de enxugue bem.
Espete um palito de madeira em cada uma, no lado do cabinho.
Reserve.

Prepare a calda:
Numa panela, coloque o açúcar, a glucose de milho, 1 xíc. de água e a anilina.

Leve ao fogo e deixe ferver até o ponto de bala dura (teste colocando um pouco da calda num copo com água. Se você conseguir moldar com os dedos uma bola que mantém a forma, está no ponto).

Mergulhe uma maçã de cada vez na calda e coloque sobre uma superfície untada para esfriar.

Sirva no mesmo dia, ou guarde as maçãs na geladeira, sem cobrir.
Duram até 4 dias.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Terrine Rústica


Ingredientes (10 porções)

- 200 g de fígado de galinha
- 400 g de carne de porco moída
- 400 g de carne de frango moída
- 1 molho de espinafre
- 4 talos de cebolinha, cortados em fatias finas
- 2 dentes de alho esmagados
- 1 ovo, levemente batido
- ½ xíc. de salsa picada
- 2 colheres (sopa) de alecrim, picado
- 1 colher (chá) de mix de pimentas
- 2 colheres (chá) de sal
- pimenta-do-reino moída na hora
- 12 fatias de bacon
- raminhos de alecrim

Como Fazer

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Corte o fígado em pedaços não muito pequenos e misture à carne de frango e porco. Procure usar carnes com um pouco de gordura, ou a terrine ficará muito seca.

Coloque as folhas de espinafre dentro de uma tigela e cubra com água fervente. Escorra, cubra com água fria e escorra novamente. Coloque as folhas sobre uma toalha limpa, dobre e aperte para retirar o excesso de líquido. Pique o espinafre e junte à carne.

Junte os demais ingredientes e misture bem.

Forre uma fôrma de bolo inglês com as fatias de bacon, deixando que as pontas caiam sobre a borda.
Pressione a mistura de carnes dentro da fôrma, dobrando as pontas do bacon sobre a superfície. Espalhe alguns ramos de alecrim.

Cubra bem a fôrma com uma folha dupla de papel alumínio.
Coloque a fôrma em banho-maria, dentro de uma assadeira, com água quente, até a metade da fôrma com a terrine.

Leve ao forno por 50-60 minutos, ou até a terrine ficar firme e o líquido sair claro quando furado com uma faca.

Retire o papel alumínio e volte ao forno por mais alguns minutos para dourar a superfície da terrine.

Retire com cuidado a terrine do forno, coloque sobre outro prato, cubra com uma camada dupla de papel manteiga. Sobre o topo, coloque uma tábua de corte e um peso por cima, para assentar a terrine. Deixe esfriar.
Retire a tábua, o papel, cubra com filme plástico e leve ao refrigerador da noite para o dia.

Para servir, passe uma faca (mergulhe a lâmina em água quente) nas bordas para descolar, virando com cuidado sobre um prato ou tábua para desenformar. Corte em fatias e sirva.
 

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Ensopado de Frutos do Mar


Ingredientes

- 1 cebola picada
- 2 cenouras grandes picadas
- 2 talos de aipo picados
- 1 colher (sopa) de azeite
- sal e pimenta-do-reino
- 1 pimenta vermelha picada, sem sementes
- 1 colher (chá) de páprica
- ¾ colher (chá) de tomilho seco
- 500 g de batatas, cortadas em cubos
- 3 xíc. de milho congelado
- 1 xíc. de leite desnatado
- 350 g de vieiras
- 250 g de camarão descascado
- 3 talos de cebolinha fatiada

Como Fazer

Em uma panela grande, aqueça o azeite em fogo médio.

Adicione a cebola, a cenoura e o aipo; tempere com sal e pimenta a gosto e cozinhe por cerca de 8 minutos, até os vegetais ficarem macios.

Junte a pimenta vermelha, páprica e tomilho; misture por 1 minuto.

Acrescente 3 xíc. de água, aumente o fogo e deixe levantar fervura.

Junte a batata (descascada e cortada em cubinhos), baixe o fogo e deixe cozinhar por 7-8 minutos.

Adicione o milho e o leite desnatado; tempere com sal (um mínimo de ¼ de colher de chá), cozinhando por mais 3 minutos. Tire do fogo.

Bata 3 xíc. deste caldo no liquidificador, até formar um purê.

Transfira o purê para a panela com o caldo, mexa bem e volte a aquecer em fogo médio.

Junte as vieiras à sopa, cozinhando por 3 minutos, a partir do ponto em que o caldo volte a levantar fervura.

Junte o camarão por 2 minutos (ou até a carne ficar opaca no centro).

Tire do fogo e corrija o sal.

Sirva nos pratos de sopa e polvilhe com cebolinha fatiada.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Pratos Deliciosos com Vagem


A vagem é um legume muito mais versátil do que se possa imaginar. Deixe de lado a saladinha comum de vagem e aproveite este legume maravilhoso, saudável (pouco calórico) e que, por seu sabor suave, cai muito bem com quase qualquer acompanhamento. Veja estas sugestões e inspire-se!

1. Salada de Vagem, ovos cozidos e rabanetes, com molho de mostarda.


2. Vagens empanadas, com molho de maionese.


3. Frango ao molho de curry: filés de peito de frango, vagem, batata doce, cenoura, leite de coco. Acompanha arroz branco (ou arroz de jasmim).


4. Salada morna de ervilha-torta: batatas cozidas, ervilha-torta ao vapor, tomatinhos pera, espinafre “baby”, queijo parmesão em lascas.


5. Iscas de carne ao molho asiático: Carne em tirinhas, cebola, ervilha-torta, cebolinha, gengibre ralado, molho soyu. Acompanha arroz branco.


6. Tofu com ervilha-torta: tofu frito, ervilha-torta cozida no vapor, gergelim branco tostado.
 
 

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Bolo Mousse de Chocolate


Ingredientes (10 porções)

- 250 g de açúcar refinado
- 10 a 12 ovos
- sal
- 300 g de chocolate
- 3 colheres (sopa) de farinha de arroz
- 300 g de manteiga em temp. ambiente
- 2 quadrados de chocolate para ralar

Como Fazer

Unte uma fôrma redonda com manteiga e farinha de arroz.
Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Derreta o chocolate com uma colher (chá) de leite e uma colher (sopa) de manteiga.

Bata a manteiga com o açúcar e as gemas, até formar um creme esbranquiçado.
 
Bata as claras em neve, em picos firmes (adicione 1 pitada de sal ao bater).

Junte o chocolate derretido ao creme de manteiga e gemas, e em seguida envolva delicadamente as claras em neve.

Divida a massa em duas partes, sendo uma um pouco maior que a outra.
À maior junte a farinha.

Leve a parte da massa sem farinha à geladeira, por algumas horas (até ficar firme).

Enquanto isso, na fôrma untada coloque a porção de massa com farinha e leve ao forno por 11 minutos.
Desenforme e deixe esfriar.

Quando o bolo estiver frio, cubra com o mousse que ficou no refrigerador.
Cubra com chocolate ralado (opcional).

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Diagnóstico de Intolerância Alimentar


Às vezes uma indisposição digestiva pode ser consequência da intolerância que seu organismo tenha a um alimento ou alimentos concretos. É neste caso que falamos em intolerância alimentar, um tipo de hipersensibilidade (não alérgica) que pode ser provocada por diversos aspectos, entre os quais, imunológicos, tóxicos, enzimáticos, etc.; e que pode afetar de forma negativa o metabolismo.

Como saber se apresentamos intolerância a algum alimento?

Para detectar uma intolerância alimentar é necessária a realização de um exame de sangue, que permitirá analisar a reação dos anticorpos do paciente sobre um número determinado de alimentos - geralmente estes testes levam em conta cerca de 200. É fundamental uma análise médica dos mesmos para poder começar um tratamento com os alimentos que se recomenda eliminar e, portanto, uma dieta mais adequada.

Alergia ou intolerância?

É preciso diferenciar as alergias das intolerâncias. As alergias provocam reações muito rápidas após o alimento ser ingerido, enquanto que a intolerância costuma causar uma reação lenta e retardada.

Os principais sintomas das intolerâncias alimentares podem ser: enxaquecas, insônia, ansiedade, apatia, cãibras, retenção de líquidos, dor abdominal, asma, rinite, queda de cabelo, eczemas e fadiga crônica.

Entretanto, as intolerâncias alimentares são problemas reversíveis. O organismo pode se recuperar e desintoxicar e, inclusive com o tempo, existe a possibilidade de poder voltar a consumir tais alimentos sem problemas. O mesmo não se passa com doenças autoimunes como a celíase, que é uma intolerância permanente ao glúten, cujo único tratamento é a abstenção total e permanente a alimentos que contenham esta substância.

Quais são as intolerâncias alimentares mais frequentes?

Atualmente a lactose e o glúten são as substâncias que mais causam intolerâncias alimentares. Quanto ao glúten, podemos destacar produtos elaborados com trigo, aveia, cevada e centeio. Também são muito comuns as intolerâncias à frutose e à histamina.

Pode ser uma ferramenta para baixar de peso?

Pode haver pessoas que apresentem uma maior dificuldade para emagrecer por causa de alimentos que bloqueiam seu organismo (por exemplo, a retenção de líquido); o que dificulta em grande parte que atinjam um peso adequado. No entanto, os testes de intolerância não são uma ferramenta para emagrecer, mas para proporcionar um tratamento mais preciso.

Quais são os testes de intolerância alimentar mais utilizados?

Existem diferentes sistemas para a medição do grau de intolerância alimentar, dos quais podemos destacar alguns: o Teste de Alcat (talvez um dos mais conhecidos), os baseados na medição do IgG, e outras técnicas como a kinesiologia, a bioressonância, a eletroacupuntura, etc.

Em qualquer destes casos, é o médico que deverá indicar o melhor sistema e tratamento, com base no diagnóstico. E nem por isso pode-se considerar alguns resultados como exatos, mas sim uma potencialidade do que nosso corpo pode ou não rejeitar.

Alguns conselhos finais são:

- Não entre em pânico ante um pequeno mal estar digestivo. Observe se o sintoma se repete com certa frequência;

- O segundo passo é procurar seu médico de confiança, ou um clínico geral, que irá avaliar a situação e encaminhá-lo, se for o caso, para um especialista;

- Não se abstenha de alimentos por conta própria. Durante a fase de testes de intolerância, os alimentos suspeitos de causar o problema devem estar presentes na alimentação do paciente, ou o resultado pode ser um falso negativo;

- Tenha paciência e perseverança, pois nem sempre o problema é detectado em uma única avaliação clínica.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Chips de Couve Verde


Procurando um lanche crocante e saboroso?  Experimente esta surpreendente receita de chips de couve. A couve é rica em vitamina C, essencial no crescimento e reparação de tecidos do corpo, bem como na manutenção de ossos e cartilagens. Além disso, esta planta originária da Europa contém outros elementos saudáveis como as vitaminas A, K, cálcio e betacaroteno.

Ingredientes

- 1 maço de couve
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
- 1 colher (sopa) de suco de limão
- ¼ xíc. de queijo parmesão ralado
- ¼ colher (chá) de pimenta caiena
- sal

Como Fazer

Forre duas assadeiras com papel manteiga.
Pré-aqueça o forno a 160º C.

Usando uma faca afiada, corte o talo duro central de cada folha de couve, cortando-as ao meio. Depois, corte em fatias de 6 cm.

Em uma vasilha grande, misture a couve com azeite de oliva, suco de limão e queijo ralado. Tempere com a pimenta caiena e sal a gosto.

Divida as fatias de couve entre as duas assadeiras. Arrume as fatias de couve dentro das assadeiras, em uma única camada. Coloque as fôrmas em duas repartições do forno (centro e abaixo).

Deixe assar por cerca de 18 minutos, até as folhas estarem crocantes e o queijo marrom-dourado. Após 12 minutos de cozimento passe a controlar se as folhas estão prontas de 2 em 2 minutos. Vá retirando do forno as fatias que estiverem crocantes, deixando as demais até estarem cozidas.

Deixe esfriar em temperatura ambiente e sirva.


Os chips podem ser guardados em sacos plásticos ou potes herméticos, por até 5 dias (em local escuro e seco).
Rendimento aproximado: 7 xícaras.

domingo, 15 de junho de 2014

Maionese de Mel e Gengibre


Acompanha muito bem peixes, ou frituras, como batatas fritas e bolinhos.

Ingredientes (4-6 porções)

- 1 xíc. de maionese
- 2 colheres (chá) de mel
- 1 pedaço de gengibre (5 cm)
- 2 colheres (sopa) de coentro picados

Como Fazer

Descasque e rale o gengibre.

Em uma tigela pequena, misture todos os ingredientes.

Misture bem, batendo com uma varinha ou garfo.

Sirva em seguida.
Se for usar mais tarde, guarde em recipiente fechado, no refrigerador.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Soda Caseira de Laranja


Prepare em casa um refresco saudável, em apenas 5 minutos!

Ingredientes (4 copos)

- 2 laranjas, cortadas ao meio
- 1 pedaço de gengibre (5 cm), cortado em 4
- 2 colheres (chá) de mel
- 1 litro de água mineral gasosa
- cubos de gelo (opcional)

Como Fazer

Preparando um copo de cada vez, esprema o suco de ½ laranja dentro do copo.

Use um espremedor de alho para retirar o suco de 1 pedaçinho de gengibre.

Adicione apenas o caldo do gengibre e descarte as fibras.

Junte ½ colher (chá) de mel ao suco.

Por fim, adicione 250 ml de água mineral com gás, misture bem e sirva com cubos de gelo.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Tortilha Crocante


Ingredientes (4 porções)

- 8 ovos
- 150 g de batata palha
- 25 g de cebola desidratada
- sal e pimenta-do-reino
- 3 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem

Como Fazer

Bata os ovos e tempere com sal e pimenta a gosto.

Junte a batata palha e a cebola desidratada, misturando bem.


Em uma frigideira antiaderente, aqueça o azeite de oliva.

Junte a mistura de ovos e batata e reduza o fogo para médio-baixo.

Sacuda energeticamente até que o ovo esteja quase inteiramente cozido.

Com a ajuda de um prato, vire a tortilha e, com uma escumadeira ou espátula, arrume as bordas para que fiquem arredondadas.

Deixe em fogo baixo, até o ovo estar bem cozido.

Para servir, pincele azeite de oliva na superfície da tortilha, para deixá-la brilhante. Corte em fatias.

Acompanhe de mais batata palha e cebolinha picada.

sábado, 7 de junho de 2014

Molho Toscano


Um molho leve e muito saboroso, ideal para acompanhar qualquer tipo de massa.

Ingredientes (4 porções)

- 1 cenoura média
- 2 cebolas médias
- 1 ramo de salsinha
- 5 folhas de manjericão
- 250 g de tomates cereja
- azeite de oliva extra-virgem
- 1 xíc. de caldo de legumes
- sal e pimenta

Como Fazer

Descasque e pique a cenoura e as cebolas.
Pique a salsa, o manjericão e os tomates.

Em uma panela, aqueça um pouco de azeite de oliva e refogue os vegetais picados.
Refogue em fogo baixo, por uns 5 minutos, até a cebola ficar transparente e os tomates macios.

Adicione o caldo de legumes, uma pitada de sal e deixe cozinhar, em fogo baixo, por 30 minutos.
Estará pronto quando os legumes estiverem desmanchados em um molho bem cremoso.
Tempere com sal e pimenta a gosto.

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Como Preparar Chá Gelado


Dicas muito práticas para preparar um chá gelado bem saboroso!

Esta bebida converteu-se em uma alternativa saudável aos refrescos industrializados, na hora de acompanhar uma refeição ou simplesmente matar a sede.

Não há nada de novo em afirma-se que o chá é uma das bebidas mais saudáveis e com mais propriedades benéficas para o nosso organismo. O chá é saboreado por todo o planeta, seja gelado ou quente, o ano inteiro. As propriedades medicinais do chá já foram e continuam sendo alvo de muitos estudos científicos e, de forma genérica e sempre levando em conta que o consumo do chá deve ser moderado, podemos destacar seus principais benefícios:

- É adstringente;

- Ajuda a prevenir a arteriosclerose;

- Funciona na prevenção de infecções;

- É muito rico em antioxidantes (que previnem o envelhecimento);

- Pode ajudar a reduzir o mau colesterol;

- Facilita a eliminação de gorduras (especialmente o chá vermelho, conhecido como ‘queima-gorduras’);

- É diurético;

- Ajuda a prevenir alguns tipos de câncer e reduz o risco de doenças coronárias.


Quando as temperaturas estão mais altas, o organismo pede bebidas geladas, e é hora de acrescentar uns cubinhos de gelo ao seu chá favorito.

Estas são algumas dicas para preparar o chá gelado em casa:

- Além de adicionar gelo ao chá quente, outra opção consiste em colocar duas colherinhas (umas 10 g) de folhas de chá soltas, por copo (250 ml) em um recipiente grande. Deixe na geladeira da noite para o dia, coe e adicione o gelo.

- Os cubos podem ser, em lugar de água, de chá (elaborados previamente no congelador). Além disso, pode-se adicionar açúcar, folhas de hortelã, suco de limão, etc., de acordo com o gosto pessoal.

- Para quem gosta de adoçar o chá, é bom fazê-lo com a bebida ainda quente. Com o chá frio é mais difícil dissolver o açúcar.

- Se normalmente você usa açúcar ou mel para adoçar seu chá quente, o melhor adoçante para o chá frio é o xarope.

- É muito importante deixar o chá esfriar antes de levá-lo à geladeira. O contraste térmico é prejudicial ao sabor da bebida. É melhor deixar que o chá alcance à temperatura ambiente antes de resfriá-lo.

- Não deixe o chá por muitos dias na geladeira. Uma jarra de chá gelado dura 2-3 dias em ótimo estado. Depois disso, começa a perder o sabor e não será mais agradável ao paladar.


- Em lojas especializadas encontra-se à venda jarras especialmente desenhadas para preparar chá gelado em casa (como um filtro interno).

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Suflê de Espinafre e Queijos


Um dos pratos mais gostosos de saborear no inverno é o suflê – de queijo, espinafre, couve-flor, brócolis – é só escolher seu ingrediente favorito. Você pode usar outros tipos de queijo, basta prestar atenção na proporção do sal na receita.

Ingredientes

- 1 molho de espinafre
- 3 ovos grandes
- 2 colheres (sopa) de manteiga
- 2 copos de leite quente
- 2 colheres (sopa) de farinha de arroz
- 1 pitada de noz moscada
- sal e pimenta-do-reino preta moída na hora
- ¼ xíc. de ricota
- 2 colheres (sopa) de gorgonzola
- 2 colheres (sopa) de queijo ralado

Como Fazer

Unte com margarina um prato fundo redondo refratário.
Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Separe apenas as folhas do espinafre, lave-as, escorra e coloque em uma panela para cozinhar com um pouco de água. Quando as folhas estiverem macias, tire do fogo e deixe escorrer bem o líquido. Pique bem e reserve.

Prepare o molho bechamel:
Separe as claras das gemas.
Bata as claras em neve, com 1 pitada de sal.

Em uma panela, derreta a manteiga, baixe o fogo, junte a farinha e mexa com uma espátula de silicone (ou colher de pau) até começara a dourar.
Sem parar de mexer (para ir desmanchando os grumos) adicione aos poucos o leite fervente.

Enquanto mexe, tempere com sal, pimenta e noz moscada, misturando até começar a engrossar o molho.

Retire do fogo, adicione as gemas batidas, os queijos e o espinafre picado, misturando bem para incorporar.

Por último, acrescente as claras em neve – primeiro coloque apenas uma colher de claras, misture delicadamente com a espátula e em seguida adicione a clara restante, misturando com cuidado para não baixar.

Passe o creme para o prato refratário e leve ao forno, a 200º C, por 30-40 minutos (até o suflê ficar firme e dourado). Não abra o forno durante o cozimento ou o suflê irá murchar.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails