segunda-feira, 30 de abril de 2012

Cogumelos em Conserva


Ingredientes

- 3 litros de água
- 750 ml de vinagre de vinho branco
- 2 dentes de alho
- 10 ramos de tomilho
- 2 pimentas vermelhas
- casca de 1 limão
- 750 g de cogumelos variados (ostra, marrom, shimeji, etc)
- 1 xíc. de azeite de oliva extra-virgem
- sal e pimenta

Como Fazer

Em uma panela grande, coloque a água e o vinagre, mais os dentes de alho (levemente esmagados), o tomilho, as pimentas vermelhas (cortadas no comprimento – se quiser, retire as sementes) e a casca de limão (cortada em fatias grossas).

Deixe ferver e então baixe o fogo. Deixe cozinhar por 15 minutos.

Aumente o fogo e junte os cogumelos - cortados em pedaços grandes.

Uma vez que volte a levantar fervura, deixe por for 5 minutos.

Retire do fogo e derrame o conteúdo numa vasilha grande para esfriar.

Uma vez frio, retire os cogumelos e armazene-os em um vidro ou outra embalagem adequada, com tampa.

Junte o azeite de oliva aos cogumelos, tempere com sal e pimenta a gosto e misture bem.

Pode ser conservado no refrigerador até ser usado, por 8 a10 dias.


Sugestão: sirva filés (contrafilé, filé mignon, etc) grelhados com os cogumelos em conserva, e polvilhe queijo parmesão, salsinha e cebolinha picadas.

Chocolate Quente


Ingredientes (para 4 pessoas)

- 250 g de chocolate fondant*
- 3/4 litro de leite

*ou qualquer chocolate puro sem glúten de sua preferência.

Como Fazer

Pique o chocolate.
Aqueça o leite em uma leiteira ou panelinha, em fogo médio.
Retire do fogo quando começar a ferver.

Junte o chocolate, deixe descansar por 1 minuto e dissolva-o com uma colher de pau, ou espátula de silicone.

Volte a leiteira ao fogo e deixe cozinhar por 2 minutos, sem parar de mexer.

Retire do fogo e bata para que levante espuma.

Sirva em seguida. Calorias: 385.
Sugestão: enfeite as taças com creme chantilly.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Molhos Caseiros para Massas (8)


Para finalizar com chave de ouro a série de sugestões de molhos caseiros para massas, quatro receitas clássicas, para cozinhar e conquistar muitos estômagos... e corações!

1. Pesto de Tomates Secos

No processador de alimentos (ou liquidificador) coloque 1 xíc. de tomates secos em óleo (drenados), ½ xíc. de queijo parmesão ralado, ½ xíc. de folhas de manjericão fresco, 1 colher (sopa) de pinholes torrados e 3 dentes de alho.
Bata até ficar homogêneo.
Junte ¾ de azeite de olive extra-virgem e bata até emulsificar.
Sirva com o macarrão e polvilhe queijo Romano ralado.
Massa: penne.



2. Carbonara

Refogue 100 g de pancetta ou bacon picado, em 2 colheres (sopa) de azeite de oliva, até ficar crocante.
Junte 4 dentes de alho bem picados.
Junte o macarrão.
Bata junto 2 ovos grandes e 1 xíc. de queijo parmesão ralado.
Decore com mais queijo, pimenta-do-reino preta e salsa picada.
Massa: espaguete.


3. Salmão Defumado e Alcaparras

Misture 250 g de queijo cremoso amolecido com o macarrão cozido (e escorrido).
Adicione 250 g de salmão defumado, cortado em pedaços, 1 colher (sopa) de alcaparras, e o suco e raspa de um limão.
Massa: gravatinhas, ou fusilli.


4. Parmesão e Manteiga

Adicione 125 g de manteiga sem sal ao macarrão cozido e misture bem.
Misture em uma xíc. de queijo parmesão fresco ralado e tempere com sal e pimenta. Decore com mais queijo ralado e salsa picada.


quinta-feira, 26 de abril de 2012

Como o Ruído Afeta Sua Saúde


O dia 25 de abril foi o Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído.
Vivemos rodeados de ruídos. Por isso, uma das primeiras coisas que a maioria das pessoas percebe, ao se afastar das grandes cidades para desfrutar de uns dias de relaxamento, é o silêncio. Nas metrópoles, os ambientes barulhentos e com tráfego constante são bem comuns, mas deve-se destacar que, fora a perturbação inevitável, podem ter graves consequências ao organismo. Cerca de 80% da população de cidades grandes está exposta de modo constante a um ruído maior que o recomendável, estabelecido em 65 decibéis (dB).

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Japão é o país mais ruidoso do mundo, seguido da Espanha, em segundo lugar. E o ruído nas grandes cidades brasileiras vem crescendo ano a ano, graças, principalmente, ao aumento progressivo e inexorável da frota de automóveis no país.

O ruído do ambiente, em certas ocasiões, pode se transformar num problema sanitário, já que pode danificar o órgão auditivo e afetar o sistema nervoso central. Ao excitar os neurônios do sistema nervoso provoca, ocasionalmente, certo grau de ansiedade, cefaleias, irritabilidade ou alterações do sono (dificuldade para conciliar o sono, ou sono de má qualidade). Além disso, o ruído não afeta o organismo apenas por sua intensidade, mas também por sua duração”.


Curiosidade: “A OMS recomenda um nível máximo de ruído para o ambiente hospitalar na faixa de 55 dB. A tolerância máxima do ouvido humano é inferior a 80 dB, encontrando-se abaixo do ruído produzido em uma avenida barulhenta (100 dB), pela corneta do tipo vuvuzela (120 dB) e por uma turbina de avião (140 dB)*”
Como os diferentes tipos de ruído afetam o ouvido:

- Se a exposição a ruídos fortes, acima de 80 dB (como o produzido por uma furadeira elétrica), é prolongada, pode ocasionar uma perda permanente da audição.


- Se a exposição a ruídos fortes se produz durante um curto espaço de tempo, pode originar uma perda temporária da audição.
- Um ruído muito forte, superior a 110 dB (como o da turbina de um avião na decolagem), mesmo que seja de curta duração, pode produzir uma perda permanente da audição.


Sintomas de Alarme
Recomenda-se consultar um otorrinolaringologista o mais breve possível para fazer uma avaliação, caso surjam alguns desses sintomas:

- Perceber ‘tinnitus’, ou seja, escutar timbres, golpes ou zumbidos nos ouvidos, que no provenham de nenhuma fonte;
- Sentir dor nos ouvidos;
- Dificuldade para escutar as pessoas falando;
- Impossibilidade de ouvir tons altos ou sons baixos.

É importante não apenas proteger-se do ruído, mas também conscientizar-se do que as pessoas produzem com algumas de suas atividades, e que podem prejudicar a saúde dos demais cidadãos.


Recomendações para proteger seus ouvidos, e melhorar a qualidade de vida dos que o rodeiam:

- As pessoas que trabalhem em ambientes muito barulhentos, como com maquinário, grandes motores ou explosivos, devem se proteger com tampões e/ou protetores auriculares;
- O uso de tampões pode reduzir em até 40% a incidência do ruído sobre o ouvido. Há diferentes opções, como os moldáveis, ou os pré-moldados e que podem ser usados por toda a população que sofra com alguma forma de poluição sonora;
- Evitar, dentro do possível, permanecer durante longos períodos em lugares com ruídos constantes e fortes;
- Deve-se moderar o volume que se escuta nos aparelhos de música e televisão, tanto para proteger os ouvidos, como para evitar incômodo aos que lhe rodeiam;
- É conveniente controlar os horários em que se realizam certas atividades, e cuidar para que incomodem ao mínimo os vizinhos. Passar o aspirador de pó, por exemplo, gera em torno de 70 dB;
- Prevenir que nossa casa, ou local de trabalho produzam poluição sonora, tomando medidas como instalar paredes duplas, ou isolamento acústico;
- Cobrir o piso com materiais elásticos, como emborrachados ou carpetes reduzirá a incidência de pisadas, ou pancadas.

Casos mais Críticos
Há profissões que estão mais expostas aos efeitos do ruído. Assim, aconselha-se que esses trabalhadores tomem maiores precauções, especialmente aqueles que estão em contato com explosivos ou materiais semelhantes, já que estes geram ondas expansivas que afetam severamente os ouvidos.

E há as pessoas que sofrem de osteoesclerose cocleal, uma doença hereditária e progressiva, que provoca uma perda moderada da audição. Essa condição afeta entre 15 e 20% da população, que sofre mais com os efeitos nocivos do ruído, já que seus ouvidos são mais frágeis, e por isso devem ter cuidados especiais quanto à proteção.

A Audição dos Jovens


Os mais jovens também são um grupo de risco. O volume da música, ao usar fones de ouvido, deve de ser controlado, e nunca superar os 80 dB. Além disso, nas boates ou festas particulares, a música pode estar muito elevada, e por isso devem procurar se afastar dos autofalantes para proteger os ouvidos. E em caso de se escutarem sinais sonoros (bipes) dentro da sala, ou na saída, utilizar tampões para atenuar o ruído.

Leia mais sobre o assunto:
1.*Ruídos na unidade de terapia intensiva: quantificação e percepção dos profissionais de saúde: http://bit.ly/IUD8rz
2. Poluição sonora como crime ambiental: http://bit.ly/IzYNb1

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Abobrinhas à Jardineira


Ingredientes (4 porções)

- 4 abobrinhas
- 2 cebolas picadas
- 1 alho-poró, cortado à juliana
- 3 colheres (sopa) azeite de oliva
- 1 xíc. de ricota fresca
- 3 ovos
- sal
- noz moscada
- 1 colher (sopa) de manteiga

Como Fazer

Corte as pontas das abobrinhas para deixá-las com o mesmo tamanho.
Abra na longitudinal e remova a polpa. Reserve.

Em uma frigideira, aqueça o azeite com a manteiga e refogue a cebola e o alho-poró.
Junte a polpa da abobrinha e deixe cozinhar lentamente, com a panela tampada, até ficar transparente (uns 20 minutos).

Tempere com sal a gosto e uma pitada de noz moscada.

Bata os ovos e misture com o refogado, incorporando a ricota, até a mistura ficar homogênea.


Rechear as canoas de abobrinha com o refogado, polvilhar queijo ralado (e orégano, se gostar) e levar ao forno por 15 a 20 minutos, a 180°C.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Cenouras Glaceadas


Cozinhar as cenouras na manteiga captura ainda mais o seu sabor.

Quando cozidas na água, as cenouras (como os aspargos) perdem muito do seu sabor original. Cozinhá-las em gordura, por outro lado, é um excelente meio de preservar o seu sabor ao máximo. Até certo ponto, quanto mais cozidos, mais doces esses legumes ficam. No lugar do tomilho, pode-se optar pelo coentro em pó, ou um toque de cominho e raspas de laranja.

Ingredientes (6 porções)

- 400 g de cenouras
- 140 g de manteiga sem sal
- sal e pimenta-do-reino preta
- 1 colher (chá) de acúcar
- 4 ramos de tomilho fresco

Como Fazer

Descasque e corte as cenouras em fatias grossas, na diagonal.

Coloque as cenouras e a manteiga dentro de uma panela de fundo largo, em fogo brando, e polvilhe com sal, pimenta e o açúcar.

Cuide para que as cenouras formem uma única camada no fundo da panela.

Tampe e deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, sacudindo a panela de vez em quando, para garantir um cozimento homogêneo da cenoura.

Junte os ramos de tomilho e cozinhe mais 5 minutos até as cenouras ficarem macias e glaceadas.

domingo, 22 de abril de 2012

Decoração: Aniversário de Criança



Voltou à moda organizar as festas de aniversário das crianças em casa – no meu tempo de criança as festinhas sempre eram caseiras, e super divertidas!  Embora seja um pouco mais trabalhoso para as mães, a vantagem está principalmente no custo, mas também no toque original e criativo que se pode dar ao evento.
A sugestão aqui é a festinha com o tema “Beatles”. O interessante desse tema é que pode ser usado tanto para uma festa de crianças, como de adultos. Clique abaixo para ver todos os detalhes dessa decoração divertidíssima – e bem psicodélica!


Let´s Go Party!

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Feijão Mexido


Uma guarnição típica da culinária brasileira - normalmente preparada com as sobras da feijoada - servida (por exemplo) com arroz, ovo frito, linguiça e chuleta de porco.

Ingredientes

- 5 colheres (sopa) de farinha de mandioca temperada
- 1/2 kg de feijão cozido
- 1 colher (sopa) de salsinha picada
- 2 colheres (sopa) de cebolinha picada
- 2 colheres (sopa) de bacon picado
- 1 colher (sopa) de óleo

Como Fazer

Em uma panela, aquecer o óleo e colocar bacon para fritar.

Juntar o feijão cozido, dando uma leve esmagada e engrossar com a farofa temperada.

Desligar o fogo e acrescentar os temperos verdes.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Frango ao Molho de Laranja e Estragão


Estragão (ingl. tarragon) - Muito usado na culinária francesa, essa erva aromática tem folhas verdes longas, macias e um sabor característico de anis. Uma combinação perfeita com a carne de frango, o estragão também pode ser usado para aromatizar azeites e vinagres. O estragão seco conserva muito do sabor do fresco, assim, tudo bem usá-lo se você não consegue encontrá-lo fresco. É uma das ervas que compõe o mix de ervas finas (ervas de provence) e também é usado no molho ‘béarnaise’. O estragão também vai bem com peixes e frutos do mar.

Ingredientes

- 1 kg de peito de frango
- 100 g de manteiga sem sal
- 1 colher (sopa) cheia, de farinha de arroz
- 350 g de creme de leite fresco
- 300 ml de suco de laranja fresco
- 1 colher (chá) cheia, de estragão seco (ou 2 colheres do fresco)
- sal e pimenta-do-reino branca moída na hora, a gosto
- uvas passas brancas, sem sementes (opcional)

Como Fazer

Corte o filé de frango em cubos.

Doure o frango na manteiga e polvilhe-o com a farinha.

Acrescente o suco de laranja e depois o creme de leite, mexendo até que o molho fique homogêneo.

Junte o estragão, o sal e a pimenta.

Deixe cozinhar por cerca de 20 minutos, em fogo brando.

Sirva com arroz branco, batata palha e uvas passas, à parte.

Cocada de Colher


Uma receita bem brasileira, a compota de coco ralado pode ser preparada de várias formas - somente com açúcar, com coco queimado, ou como nessa sugestão, com leite condensado. Para comer 'de colher', acompanhar sorvetes, rechear tortas, bem casados, etc.

Ingredientes

- 1 xíc. (chá) de açúcar
- 1 xíc. (chá) de água
- 2 pauzinhos de canela
- 3 cravos da índia
- 1 coco ralado
- 1 lata de leite condensado

Como Fazer

Misture bem os ingredientes, dentro de uma panela.
Leve ao fogo médio, mexendo sempre, de 10 a 15 minutos.
Retire do fogo, deixe esfriar.
Guarde em um vidro esterilizado.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Frutas secas, Alimento Saudável


Consumir frutas secas (nozes, castanhas, etc.) em pequenas quantidades pode trazer inúmeros benefícios ao organismo.

Essa informação foi recentemente confirmada pela revisão de 25 estudos, envolvendo 600 pessoas. Algumas conclusões importantes podem ser destacadas:

- Comer 67 g (em média) de frutas secas ao dia reduziu os níveis de colesterol LDL (‘ruim’) em 7,4%.

- O consumo de nozes pode ajudar a prevenir a absorção de colesterol LDL.

- As frutas secas são uma parte importante de uma dieta saudável, desde que sejam consumidas in natura (sem sal ou açúcar).

- Os estudos também demonstraram uma queda nos níveis de triglicerídeos (seu aumento está ligado a doenças cardíacas).

- Seu impacto positivo foi menos visível em pessoas com sobrepeso.

- Diferentes qualidades de nozes têm efeitos semelhantes na redução do colesterol.



Por que introduzir as nozes na sua dieta:


Seu aporte calórico faz com que as frutas secas tenham às vezes uma ‘má fama’ que não merecem. Isso porque as gorduras presentes em sua composição são na verdade benéficas para a saúde. É claro que sempre pensando no seu consumo moderado.

A maior parte das frutas secas é rica em gorduras saudáveis monoinsaturadas e poli-insaturadas, que ajudam a reduzir os níveis de colesterol LDL, e de lipídios do sangue.

Além das gorduras saudáveis, proteínas e fibra, cada tipo de fruta seca contém uma combinação particular de vitaminas e minerais. A maior parte delas contém quantidades significativas de vitamina E, um poderoso antioxidante que neutraliza os radicais livres e evita que eles ataquem as células sãs. 

As frutas secas também contêm outros compostos benéficos, como esteroides vegetais, fito-estrógeno e outros fitonutrientes, que podem ser bons para o coração.

Também foi sugerido que as frutas secas ajudam a reduzir a inflamação das artérias, que é um dos primeiros indícios de doenças coronárias.

Existem estudos científicos que mostram que o consumo frequente de frutas secas está associado a um menor risco de diabetes mellitus tipo 2, também conhecida como diabetes do adulto, ou da maturidade.

Do mesmo modo se associa o consumo de frutas secas a uma ação protetora contra certos tipos de câncer. Um exemplo: o 'Estudo Prospectivo Europeu sobre Câncer e Nutrição' (European Prospective Investigation into Cancer and Nutrition, EPIC) descobriu que, quanto mais frutas secas e sementes as mulheres consumiam, menor era o seu risco de sofrer de câncer de colón. 

Concluindo, comer um punhado de um mix de frutas secas, várias vezes por semana, traz benefícios à saúde, levando-se sempre em conta o seu alto valor calórico. Por isso, como foi dito, consumir em quantidades moderadas, como substituto de outros alimentos menos saudáveis (e não simplesmente adicionando-se à dieta) e, de preferência, consumir as nozes naturais, sem sal ou açúcar.


Dica: Salada de Frango, Nozes e Figos.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Molho Holandês


Um molho cremoso, rico, com o sabor do limão, é um acompanhamento perfeito para aspargos cozidos no vapor, ovos benedict, bem como peixes grelhados ou cozidos, especialmente o salmão.

Molhos emulsificados que levam ovos tem a reputação de serem receitas complicadas, mas o molho holandês é rápido e fácil de se fazer, especialmente pelo método descrito abaixo, usando o liquidificador (ou processador de alimentos).

O Molho Holandês, em princípio, deve ser servido quente, e feito pouco antes de usá-lo, embora possa ser guardado na geladeira por até dois dias. Normalmente é servido simples, com apenas o sabor do limão, mas pode-se adicionar um pouco de ervas frescas picadas, ou mesmo uma pitada de mostarda ou Tabasco, para variar.


Ingredientes

- 175 g de manteiga sem sal
- 3 colhers (sopa) de água
- 3 gemas de ovo
- 1 colher (sopa) de suco de limão (ou mais, a gosto)
- sal e pimento


Como Fazer

Dentro do copo do liquidificador (ou processoador) bata as gemas, a água, o suco de limão, sal e pimento, por 10 segundos, na velocidade mais baixa.

Derreta a manteiga.


Com o liquidificador ligado em velocidade alta derrame, dentro da mistura, a manteiga quente, lenta e constantemente,até emulsificar e ficar densa e cremosa.


Se não vai servir o molho imediatamente, deixe aquecido por uns 30 minutos, em banho-maria.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Páscoa de Papel


Algumas ideias simples para complementar a decoração de Páscoa.
Basta imprimir, recortar e colar, para ter à mão cartões, guirlandas, orelhas de coelho, tudo muito fácil!


Clique abaixo para ver os tutoriais...

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Papillote de Filé de Peixe



A carne de pescado pode ser cara, e facilmente passa do ponto na hora de cozinhar, tudo o que se quer evitar, principalmente ao preparar um prato especial. Veja como fazer, passo a passo, um prato de peixe com a técnica de ‘papillote’, um modo fácil e saudável de cozinhar.

O primeiro passo, ao cozinhar peixe, ou qualquer tipo de frutos do mar, é certificar-se de que esteja fresco. No caso do peixe, a carne deve ser firme e ter cheiro de mar ou, melhor ainda, de água mineral.

Quando você segura um filé, às vezes ele se quebra e desmancha, o que significa que a carne é velha, ou foi mal conservada. A pele deve ser brilhante, com escamas. O filé também deve ter um belo aroma de peixe fresco.

A ideia de ‘envelopar’ o alimento é para que não se perca nenhuma gota dos sucos naturais, que darão o sabor especial ao prato.

Como preparar o peixe no ‘papillote’:

1- Corte uma folha de papel manteiga (ou papel alumínio) em um grande círculo. Como referência, para um filé de peixe de 200 g, corte o círculo mais ou menos do diâmetro de uma frigideira de tamanho médio.



2- Unte levemente o papel, disponha o filé, adicionando alguns ingredientes para dar sabor, como cebola, alcaparras, etc. Junte uma colher de manteiga, e uma colher (sopa) de caldo (peixe, ou legumes). Feche o círculo em meia-lua, dobrando com cuidado a borda para fechar bem. Uma boa dica dos ‘chefs’ experientes é usar clara de ovo para ‘selar’ o pacote.


3- Para cozinhar, pré-aqueça o forno a 180-200ºC. Coloque o ‘papillote’ dentro de uma assadeira e leve ao forno. Deixe cozinhar por 8 a 10 minutos, ou até o ponto desejado. Um filé mais grosso pode levar de 12 a 15 minutos.

A manteiga e o caldo vão se combinar e produzir o vapor que cozinhará o filé de peixe dentro do pacote (desde que não haja furos no mesmo).



Para servir, leve os pacotinhos diretamente aos pratos individuais (abrindo com cuidado para não se queimar com o vapor).


Ou, se quiser dar um toque profissional de ‘chef’, coloque o filé no prato, leve o líquido para uma panela, tempere a gosto, e complemente com um pouco de manteiga para homogeneizar tudo, um pouquinho de creme de leite, e sirva esse molho sobre o filé.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails