sábado, 25 de outubro de 2008

Quinua, o Cereal Andino

Rica em proteínas, a quinua pode substituir glúten
Resumo de artigo publicado no jornal Folha de São Paulo, 25 nov 2004.

Há um novo grão no mercado, que também pode ser encontrado em forma de farelo.
De cor amarelada, dificilmente ele dará água na boca, pois não tem um sabor peculiar.

Mas uma informação faz da quinua um ingrediente importante à saúde.
Riquíssima em proteínas e adaptável aos solos mais pobres, é considerada o “alimento perfeito” pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação.
 

Descoberto pelos incas da Bolívia e do Peru há 8.000 anos, o cereal tem valor nutritivo comparável ao do leite materno.

Segundo pesquisadores da Embrapa, as sementes podem ter o dobro da quantidade de proteínas da maioria dos vegetais, com maior qualidade.

Apesar de pouco conhecida no mercado brasileiro, a quinua já conquistou a confiança dos nutricionistas. O cereal é recomendado para atletas (pela grande quantidade de aminoácidos e pelo baixo colesterol), para as mulheres (por conter fitoestrógenos, que ajudam a amenizar os efeitos da menopausa) e para as pessoas intolerantes ao glúten, os celíacos.
 
A quinua, apesar de altamente protéica, não possui glúten. É ótima para substituir o trigo em pão, macarrão, biscoitos e farinhas.
 

Além disso, a quinua é rica em lisina, aminoácido que ajuda a fortalecer a imunidade e melhora a memória.

Receitas:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails