quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Quinua, o Super Grão


Este grão de origem sul americana tem feito tanto sucesso que merece ser homenageado e promovido – e 2013 foi escolhido oficialmente como o Ano da Quinua.
A FAO (Food and Agriculture Organisation), órgão da ONU estará concentrando sua atenção na quinua no próximo ano, em parte por causa de seus benefícios à saúde.


O que torna a quinua (ou quinoa) tão especial? Seu conteúdo altamente proteico encabeça a lista. Embora muitos vegetais sejam fonte de proteína, apenas a soja e a quinua se qualificam como proteínas completas, quer dizer, como as fontes animais de proteínas, elas contêm o suficiente de todos os aminoácidos essenciais que nosso organismo precisa.
A quinua também concentra ferro, cálcio, potássio, algumas vitaminas do complexo B, vitamina E, bem como antioxidantes, e é rica em fibras e tem baixo índice glicêmico (IG). O fato de não conter glúten é uma vantagem para os celíacos, ou para quem tenha intolerância ao trigo.

Mas ter uma reputação incrível de alimento saudável nem sempre basta para fazer as pessoas usarem a quinua na culinária.


Este grão ainda é um ingrediente desconhecido para muita gente – você pode pegar qualquer livro de culinária e vai saber como preparar massas, risotto, etc., mas não existem muitas receitas usando quinua. Muita gente até compra a quinua por curiosidade, mas acaba deixando guardada na despensa, sem saber o que fazer com ela. E foi o interesse crescente das pessoas, muitas das quais precisam evitar o glúten, que fez surgir mais livros e sites de receitas com quinua.

Embora a quinua seja excelente para pratos vegetarianos e sem glúten, ela funciona para todo mundo, sendo um ingrediente muito bem vindo à cozinha do dia-a-dia.
 
O uso da quinua não se restringe às saladas e ao mingau, mas inclui pratos de frutos do mar, ou doces, como pudins, brownies e crumbles feitos com farinha de quinua.

O equipamento mais importante para preparar a quinua é uma peneira fina para enxaguar os grãos sob água corrente antes do cozimento – coadores e escorredores não funcionam porque os grãos minúsculos passam pelos furos.
Por que enxaguar a quinua?

Ela é revestida de saponina, uma substância de sabor amargo que repele as pragas, e embora esta seja removida antes de a quinua ser comercializada, uma lavagem extra garante que não haja nenhum resíduo.
Feito isso, é fácil de cozinhar: apenas tampe e cozinhe uma parte de quinua para duas partes de líquido – seja caldo, água, suco ou leite, dependendo do que estiver preparando.

A quinua branca leva cerca de 10 minutos para cozinhar, mas grãos mais escuros levam mais tempo. Para a quinua vermelha, deixe por uns 15 minutos, e um pouco mais para a quinua negra. Uma vez cozida, deixe descansar tampada por 5-10 minutos e afofe com um garfo.
 
A quinua é um bom modo de adicionar variedade ao seu consumo de carboidratos. Alimentos como massas, cuscuz e farinhas costumam ser baseados no mesmo grão – o trigo. Variar os grãos lhe traz uma maior amplitude de nutrientes.


Não deixe que o preço da quinua o desanime. Ela pode custar mais que arroz ou cuscuz, mas uma vez cozida, incha quatro vezes o seu tamanho, portanto uma xícara de quinua crua alimentará quatro pessoas.

Quinua, o Cereal Andino

Cogumelos Recheados com Quinua

Salada de Quinua e Algas

Mingau de Quinua e Coco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails