quarta-feira, 23 de abril de 2014

Tomates Fritos com Ovos


Ingredientes

- 4 tomates grandes
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
- 1colher (sopa) de salsinha picada
- 8 ovos
- sal e pimenta

Como Fazer

Lave, seque e corte os tomates ao meio.
Aperte-os levemente para retirar as sementes.

Aqueça o azeite em uma frigideira e disponha os tomates com a pele virada para baixo.
Cozinhe-os por 15 minutos, virando-os várias vezes.
Tempere com sal e pimenta, e espalhe a salsinha picada.

Na mesma frigideira, quebre um ovo sobre cada metade de tomate e cozinhe até que a clara esteja bem dura. Tempere a gosto.

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Torta Gelada de Chocolate Branco e Preto


Já está pensando em como aproveitar o chocolate da Páscoa?
Se o clima estiver agradável, aproveite para preparar esta deliciosa torta de sorvete...
É fácil e rápido!

Ingredientes (12 porções)

- 400 g de chocolate meio-amargo, cortado em pedaços
- 500 g de mistura de chocolates branco e ao leite
- 200 g de manteiga sem sal, amolecida
- 1 1/2 xíc. de açúcar confeiteiro
- 5 ovos
- 2 colheres (sopa) de licor Amarula, ou Baileys
- 3 litros de sorvete de baunilha
- 300 g de framboesas congeladas, ou morangos

Como Fazer

Na batedeira, bata a manteiga e o açucar até formar um creme.
Junte os ovos, um de cada vez, batendo bem entre cada adição.

Coloque o chocolate amargo dentro de uma tigela a prova de calor, em banho-maria, até derreter.

Adicione o chocolate derretido e o licor à manteiga.

Passe o sorvete para uma tigela grande e deixe amolecer.
Esmague as framboesas com um garfo e misture ao sorvete.

Forre o fundo de um prato refratário ou fôrma (24x34) com papel manteiga.
Coloque metade da mistura de chocolate branco e ao leite dentro de um saco plástico e bata com um rolo de cozinha para esmagar (não precisa desfazer tudo, basta esmagar em parte).
Espalhe pelo fundo da fôrma.

Derrame metade da mistura de chocolate derretido sobre o chocolate picado.
Cubra com o sorvete.
Regue com o resto do chocolate derretido.
Esmague o resto do mix de chocolate e pressione sobre o creme de chocolate.
Cubra e leve ao congelador durante a noite.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Lombo de Bacalhau com Ervas


Uma forma muito simples e saborosa de preparar o bacalhau, assado com manteiga de ervas e acompanhado de arroz acebolado.

Ingredientes (4 porções)

- 600 g de lombo de bacalhau salgado, sem espinha
- 240 g de arroz
- 2 cebolas
- 40 g de manteiga
- 1 ramo de salsa
- 6 folhas de manjericão
- 20 talos de cebolinha
- 2 colheres (sopa) de azeite de oliva
- sal e pimenta-do-reino branca moída na hora

Como Fazer

Corte o lombo de bacalhau em 4 pedaços e coloque de molho em água fria por 48 horas, mudando a água a cada 8 horas.

Escorra sobre um coador e reserve.

Cozinhe o arroz normalmente. Reserve.


Pré-aqueça o forno a 210ºC.
Derreta a manteiga em banho-maria.

Lave as ervas, retire os talos, seque as folhas com papel toalha e pique-as bem finas com uma faca afiada.


Lave a cebolinha e pique da mesma forma.

Coloque em uma tigela todas as ervas picadas e misture com a manteiga derretida.
Deixe esfriar um pouco e unte os pedaços de bacalhau dessalgados e escorridos com esta mistura de ervas.


Polvilhe com pimenta moída na hora coloque em um prato fundo refratário.


Leve ao forno (210ºC) por 12 a 15 minutos, dependendo da espessura do peixe.

Enquanto isso descasque e pique as cebolas.
Refogue a cebola picada em uma frigideira com o azeite e uma pitada de sal.

Adicione o arroz cozido, salteie e retire do fogo.

Reparta entre os pratos as postas de bacalhau e acompanhe do arroz acebolado.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

terça-feira, 15 de abril de 2014

Ninhos de Páscoa


Dez ideias criativas para você montar seus próprios cestos, ou embalagens de Páscoa, com materiais caseiros. Feliz Páscoa!

Clique abaixo para conferir...

Lombo de Bacalhau Gratinado com Ricota


Ingredientes (4 porções)

- 4 postas de bacalhau dessalgado
- 60 g de bacalhau defumado
- 50 g de queijo ricota
- 2 gemas de ovo
- 1 dente de alho picado
- 2 colheres (sopa) de cebolinha picada
- 200 g de cenouras
- 200 g de aipo
- 8 colheres (sopa) de azeite de oliva
- sal e pimenta
- brotos para decorar

Como Fazer


Em uma tigela, coloque a ricota, as gemas, o alho e a cebolinha, sal e pimenta a gosto, e 2 colheres de azeite.
Misture, cubra com filme plástico e leve à geladeira por 1 hora.

Pré-aqueça o forno a 180ºC.


Coloque os lombos de bacalhau em um prato refratário untado com 3 colheres de azeite; leve ao forno a 180º durante 15 minutos, até que as lascas se separem facilmente.


Tire do forno e espalhe por toda a superfície do pescado a mistura preparada de ricota.

Volte ao forno por 2 minutos.

Desfie o bacalhau defumado.
Descasque as cenouras e o aipo e corte em cubinhos.
Cozinhe a cenoura na água por 15 minutos.
Escorra, passe para uma tigela com o resto do azeite e o bacalhau defumado desfiado e misture tudo muito bem.

Apresentação do prato: Coloque no centro de cada prato uma posta de bacalhau gratinado com a ricota, acompanhe com as verduras cozidas e o bacalhau defumado. Por último, decore o prato com brotos tenros.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Celíase e Doenças Cardiovasculares


Pode existir uma ligação entre a doença celíaca e os problemas cardiovasculares?

Ninguém gosta de dar e muito menos de ouvir más notícias – e como gostaríamos de anunciar a descoberta da cura para a intolerância ao glúten! – mas, neste caso, é melhor ponderar que, quanto mais informação houver para auxiliar na manutenção de uma vida saudável, melhor...

A celíase e as doenças cardiovasculares são duas condições muito comuns no ocidente, e foi revelado recentemente que podem ter certa relação. Segundo um estudo recente, a doença arterial coronária poderia ser até duas vezes mais comum entre as pessoas celíacas, do que entre a população em geral.

A nova investigação científica, desenvolvida pela Clínica de Cleveland e apresentada na 63ª edição da American College of Cardiology Scientific Session, analisou mais de 22 milhões de pacientes de 13 sistemas de saúde distintos, entre os anos de 1999 e 2013. Destes, 24.530 foram diagnosticados com a doença celíaca e, por conseguinte, os demais participantes serviram como grupo de controle. Cabe destacar que tanto os pacientes celíacos como os que não o eram tinham uma presença similar dos demais fatores de risco (fumo, colesterol elevado, hipertensão, obesidade, etc.), sendo que a única variável levada em conta entre ambos os grupos era a celíase.

Assim, o estudo mostrou que a doença coronária arterial estava presente em 9,5% das pessoas que eram celíacas, contra uma taxa de 5,6% no grupo de controle.

A celíase é uma intolerância permanente ao glúten do trigo, cevada, centeio e provavelmente aveia, que se encontra tanto em alimentos como em produtos de uso diário, como hidratantes labiais, medicamentos ou vitaminas. Esta doença provoca uma inflamação, de base imune, na mucosa do intestino delgado, o que dificulta a absorção dos nutrientes; é este processo inflamatório que poderia estar relacionado com um maior desenvolvimento de arteriosclerose, devido à segregação de mediadores imunes na corrente sanguínea.

Entretanto, os especialistas destacam que devem continuar investigando para confirmar totalmente esta relação. O trabalho também mostrou um leve aumento da prevalência de doença coronária entre as pessoas com menos de 65 anos (4,5% versus 2,4%). Este processo poderia afetar mais os jovens porque possuem menos fatores clássicos de risco cardiovascular.

Uma doença subdiagnosticada


Embora seja cada vez mais conhecida, e a população esteja mais consciente,

a prevalência média da celíase é de cerca de 1%. Na Espanha, calcula-se que sofram da doença uma em cada 118 crianças, e um em cada 389 adultos. Mas o mais relevante é que é uma doença que está subdiagnosticada, já que 75% dos portadores não o sabem (número que pode ser ainda maior no Brasil, devido a pouca informação pública sobre a doença celíaca). Uma porcentagem, sem dúvida, muito alta. Por isso é fundamental identificar os sintomas mais frequentes da celíase: perda de peso, perda de apetite, fadiga, náusea, vômitos, dilatação abdominal, diminuição de massa muscular, atraso do crescimento nas crianças, alterações de caráter, ou anemia, entre outros. Em muitos casos, a presença da doença é assintomática, tornando o diagnóstico difícil.

Resumindo, é muito importante que as pessoas celíacas saibam controlar adequadamente sua condição e sigam uma dieta sem glúten. Para cuidar do coração, esta dieta deve ser a mais variada possível, rica em frutas e hortaliças e pobre em gorduras. Além disso, é recomendável que, periodicamente, se realizem controles dos fatores de risco cardiovascular (pressão arterial, colesterol e glicose) e realizem exercícios físicos habitualmente.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails