terça-feira, 3 de novembro de 2015

Vermute Caseiro


Uma bebida cuja origem remonta ao século XVIII; foi em Turin, 1786, que Antonio Benedetto inventou, numa licoreria da cidade italiana, o que se poderia considerar o primeiro vermute moderno. ‘Moderno’ porque anteriormente já existiam na Europa vinhos aromatizados com especiarias e ervas, entre elas o absinto (o ‘wermut’ em alemão, daí o nome atual desta bebida), um elemento indispensável para o preparo de qualquer vermute.

Embora o tipo e quantidade das ervas utilizadas possa variar de um vermute para outro (as fórmulas são guardadas a sete chaves pelas bodegas produtoras) o absinto é um elemento que não pode faltar nunca, bem como, é claro, o vinho. Uma curiosidade a este respeito: o vinho utilizado deve ser principalmente branco, tanto para o vermute branco, como para o vermelho, cuja cor se deve ao açúcar caramelizado adicionado no final do processo.

Ingredientes

- 1 litro de vinho, de preferência branco;

(para cada litro de vinho as seguintes quantidades de ervas:
- 1/2 colher (sopa) no máximo. (é imprescindível em todo vermute pois é responsável por dar à bebida seu característico sabor amargo. Se preferir um vermute menos amargo, reduza a quantidade para 1/3 de colher (sopa);

- 1/2 pau de canela;
- casca de 1 limão e de 1 laranja;
- ½ colher (sopa) de cada uma das seguintes ervas: camomila, cardamomo, coentro, zimbro, sabugueiro, genciana...

(Não é uma lista fechada, pode-se adicionar algumas outras, e também se pode incrementar as quantidades destas ervas, de acordo com seu gosto pessoal e benefícios que queira conseguir).

Como Fazer

Coloque todas as ervas dentro de um saquinho de gase (para que depois seja mais fácil de retirá-las).

Este saquinho de ervas, junto com as cascas de limão e laranja, é mergulhado no vinho, e deve ser guardado num recipiente bem tampado, e armazenado em local escuro e seco, por um mês.

Depois de um mês, retire as ervas e as cascas de dentro do vinho, e acrescente 3 colheres (sopa) de açúcar (melhor se for previamente caramelizado).

O toque pessoal definitivo pode ser dado adicionando uma colher (sopa) de xerez doce ou seco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails